Wall Street fecha dispersa e títulos do Tesouro dos EUA sobem

A Bolsa de Nova York fechou, nesta quinta-feira (4), com resultados mistos após a divulgação de dados econômicos dos Estados Unidos que não sinalizam uma redução das taxas de juros do Federal Reserve (Fed, banco central) a curto prazo, como espera o mercado.

O índice industrial Dow Jones subiu ligeiramente 0,03%, a 37.440,34 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq caiu 0,56%, para 14.510,30, e o ampliado S&P 500 - principal referência para os investidores - recuou 0,34%, situando-se em 4.688,68.

As ações foram afetadas pelo aumento dos rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA a dez anos, que durante a sessão voltaram a atingir 4% pela primeira vez desde meados de dezembro.

Por volta das 21h GMT (18h de Brasília), rendiam 3,99%, em comparação com 3,91% do dia anterior.

Entre os indicadores que influenciaram as cotações estão a inflação na França e na Alemanha, que teve um leve salto para 3,7% interanual em dezembro, impulsionada pelas altas nos preços de energia e serviços.

Esta subida nos preços mostra que o Banco Central Europeu (BCE) não pôde aliviar muito rapidamente a pressão sobre as taxas de juros.

Quanto à economia americana, "os pedidos semanais de seguro-desemprego caíram inesperadamente e a contratação no setor privado, segundo a ADP, foi mais forte do que o esperado", resumiu Karl Haeling, da LBW, à AFP.

vmt/nth/gm/llu/ic/mvv

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes