Petróleo sobe em meio a onda de frio nos EUA

Os preços do petróleo fecharam em forte alta nesta segunda-feira (22), devido à onda de frio que atingiu em cheio a produção e o refino nos Estados Unidos, somada às tensões que persistem no Mar Vermelho.

O preço do barril Brent do Mar do Norte, de referência na Europa e para entrega em março, subiu 1,90%, voltando a se situar acima dos 80 dólares (US$ 80,06). Já o West Texas Intermediate (WTI), negociado no mercado americano para fevereiro, avançou 2,42%, para 75,19 dólares.

A produção de petróleo de xisto nos Estados Unidos diminuiu "por uma onda de frio em várias regiões", explicaram os analistas do DNB.

O frio afetou poços na Dakota do Norte e no Texas, detalhou à AFP Matt Smith, da Kpler. 

Por outro lado, "os mercados continuam prudentes diante das perturbações de fornecimento em e no entorno do Mar Vermelho", lembrou Michael Hewson, analista da CMC Markets.

No quarto mês de guerra entre Israel e Hamas, os riscos de uma escalada regional do conflito persistem. O Pentágono anunciou no sábado que "destruiu" um míssil antinavio lançado pelos rebeldes huthis do Iêmen que, apoiados pelo Irã, atacam navios mercantes no Mar Vermelho e no Golfo de Áden.

Além disso, o Kremlin acusou Kiev nesta segunda de ter atacado no domingo um terminal de gás perto de São Petersburgo. "Com este ataque de drone ucraniano, um novo elemento é acrescido às tensões geopolíticas", o que pressiona para cima os preços, acrescentou Smith.

lul-emb-vmt/spi/mr/db/rpr/mvv

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes