Por que canadenses estão recebendo dinheiro para abandonar casas

Joshua Wingrove

(Bloomberg) -- No extremo leste do Canadá está Little Bay Islands, um vilarejo bonito, mas agonizante, dividido por uma crise. A fábrica de peixe foi desativada há meia década e a maior parte dos negócios de suporte à pesca -- assim como a escola -- fecharam com ela. Perry Locke faz parte da pequena população que restou. Ele foi prefeito, chefe dos bombeiros e agora administra a estação de geração de energia. Seu filho foi o último aluno matriculado na cidade.

Vilas de pescadores como essa construíram Terra Nova e Labrador, uma província costeira desmantelada pelo colapso da pesca, pela queda do preço do petróleo e pelo acúmulo de dívidas que a mergulhou na mais severa crise fiscal e demográfica do Canadá. O governo provincial agora está buscando fechar lugares como Little Bay Islands de uma vez em vez de atendê-los, oferecendo a Locke e a cada um de seus vizinhos pelo menos 250.000 dólares canadenses (US$ 189.000) para irem embora -- e gerando uma amarga disputa de três anos sobre se devem receber o dinheiro ou permanecer.

"É como uma doença. Uma vez que uma comunidade é infectada, não há cura. Ou você sobrevive com a doença ou você morre", disse Locke, 51, de pé em sua varanda, em julho, com vista para a baía. Ele votou pela permanência, temendo perder seu emprego se todos forem embora e a estação de energia fechar. Muitos moradores agora o culpam por impedir a chegada do benefício com seu voto. "Não há nada que possamos fazer para mudar isso agora. O dano está feito. E o dano é irreversível".

Little Bay Islands está a um mundo de distância das cidades glamorosas e cosmopolitas do Canadá: Toronto e seus grandes bancos, Vancouver e seu boom imobiliário, Calgary e sua indústria do petróleo. A cidade, e toda Terra Nova nesse sentido, representa o lado sombrio da perspectiva econômica do Canadá: o colapso das commodities, o crescimento fraco, o acúmulo de dívidas provinciais e o envelhecimento populacional. A província está fechando bibliotecas e escolas, reduzindo os serviços de saúde e elevando os impostos, ao mesmo tempo em que a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde, e outros elogiam o primeiro-ministro Justin Trudeau por usar a política fiscal para impulsionar a expansão nacional; projeta-se déficits do orçamento federal de 118,6 bilhões de dólares canadenses ao longo de seis anos.

A questão para o Canadá é se lugares como Little Bay Islands são casos pontuais ou termômetros de um futuro com baixo crescimento e envelhecimento populacional que ameaça os estimados programas sociais do país.

"Terra Nova é um microcosmo do Canadá", disse Zita Cobb, empreendedora por trás do Fogo Island Inn de Terra Nova, um destino remoto e popular para grandes estrelas do cinema. Embora mostre otimismo de que o país possa construir uma nova base econômica, ela disse que isso só acontecerá se os canadenses "pararem de depender tanto da extração de recursos naturais ou, ainda pior, da venda de nossas terras".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos