Amazon usa espaço de comerciantes para expandir estoque

Spencer Soper

(Bloomberg) -- A Amazon está recorrendo aos comerciantes que vendem produtos em sua loja virtual em busca de espaço extra para armazenamento, uma forma mais barata de expandir o estoque disponível para entrega rápida.

O estoque disponível para entrega em dois dias úteis foi expandido em 6 milhões de itens por meio do programa Seller Fulfilled Prime, anunciou a companhia nesta quinta-feira. A Amazon lançou no início do ano esse programa que permite que comerciantes independentes vendam produtos na Amazon como "Prime Eligible", mesmo que a Amazon não gerencie os processos de embalagem e entrega.

Este é o mais recente sinal de que a maior loja virtual do mundo não é capaz de construir instalações rápido o suficiente para atender à demanda pela variedade cada vez maior de produtos que os clientes querem que sejam entregues de forma rápida e gratuita.

Os problemas de capacidade de armazenamento e o custo das novas instalações ajudaram a aumentar o gasto da Amazon com o atendimento de pedidos em 34 por cento no terceiro trimestre.

A despesa alta impediu a companhia com sede em Seattle de cumprir as projeções de resultados dos analistas, derrubando as ações em 8,8 por cento desde a divulgação do balanço, em 27 de outubro.

A receita da Amazon deverá subir 28 por cento neste ano, para US$ 137 bilhões, segundo estimativas de analistas compiladas pela Bloomberg.

O crescimento rápido levou a companhia a acelerar a onda de construção de armazéns com a abertura de mais de 15 centros de distribuição na Califórnia, no Texas, em Illinois, no Kansas, em Nova Jersey, na Geórgia e na Flórida que empregarão, juntos, mais de 12.000 trabalhadores.

Além de aumentar a capacidade, a Amazon lançou o serviço Seller Fulfilled Prime para aproveitar o espaço de armazenamento de seus comerciantes parceiros.

A Amazon comercializa itens de seu próprio estoque e também produtos dos comerciantes, que dão à companhia uma fatia de cada venda.

Muitos desses comerciantes enviam seus produtos a armazéns da Amazon e pagam uma quantia extra para que a companhia administre os processos de empacotamento e envio, o que permite que seus produtos sejam listados como aptos para o programa Prime.

O Seller Fulfilled Prime é uma forma de permitir que alguns comerciantes consigam o selo Prime para seus produtos sem usar as instalações da Amazon.

Os assinantes do serviço Prime pagam US$ 99 por ano pelo frete mais rápido e gratuito, além de outros benefícios, como o acesso ao serviço de vídeos da companhia.

Jeff McDonald, dono da Raw Paws Pet Food em Indianápolis, entrou no programa em agosto, cerca de um ano depois de começar a vender produtos pela Amazon.

Sua empresa teve que passar pelo teste de atender a 300 pedidos com pouca margem de manobra para devoluções, produtos defeituosos ou entregas atrasadas, disse ele.

"Foi um processo de aprovação realmente difícil", disse ele.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos