Bolsas

Câmbio

Brexit reduz a área locável para bancos em Frankfurt

Stephan Kahl e Andrew Blackman

(Bloomberg) -- O Bundesbank acaba de complicar os planos de instituições financeiras que pretendem transferir suas bases na União Europeia para Frankfurt após o Reino Unido sair do bloco.

O banco central alemão confirmou nesta semana um acordo para alugar mais 7.000 metros quadrados no edifício Trianon. Ao fazer isso, a autoridade monetária levou um dos últimos grandes espaços disponíveis no distrito financeiro de Frankfurt, apelidado de Mainhattan.

A taxa de vacância geral em Frankfurt, próxima de 9 por cento, é maior do que a observada na maioria das outras grandes cidades da Alemanha. Porém, no centro empresarial, faltam propriedades modernas e de alta qualidade que interessariam os bancos internacionais que decidem fortalecer sua presença no país, segundo pesquisa da corretora de imóveis Savills.

"Diversos grandes bancos internacionais atualmente procuram espaço para escritório em Frankfurt, muito por causa do Brexit. Em alguns casos, procuram mais de 10.000 metros quadrados", disse Benjamin Remy, responsável pela Savills na cidade. "Olhando mais de perto, descobre-se que não há tantas propriedades adequadas à disposição."

A votação no Reino Unido pela saída da UE incentiva bancos a buscar alternativas a Londres a fim de garantir a continuidade do acesso ao bloco. Goldman Sachs Group e Citigroup consideram montar suas bases na UE em Frankfurt, segundo pessoas a par da situação relataram em janeiro.

O relatório da Savills mostra que só existem seis prédios de escritórios de primeira linha no centro de Frankfurt com mais de 10.000 metros quadrados disponíveis para locação. Três outros edifícios têm entre 5.000 e 10.000 metros quadrados para oferecer. No ano que vem, serão adicionados mais de 60.000 metros quadrados em três outros prédios.

"Considerando que é improvável ter dois grandes bancos no mesmo prédio e o cronograma atualmente em discussão, as escolhas são limitadas", disse Remy.

Frankfurt tem o centro financeiro mais barato em termos de custo de vida e moradia entre as 28 nações da UE, pelos cálculos da Savills. O custo anual de alugar um apartamento e o espaço de escritório por funcionário soma pouco menos de 30.000 euros (US$ 33.000) na cidade alemã, ou 65 por cento menos do que em Londres.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos