Bolsas

Câmbio

Apple e LG discutem acordo sobre telas OLED para 2019, dizem fontes

Min Jeong Lee e Pavel Alpeyev

(Bloomberg) -- A Apple terá que esperar pelo menos até 2019 para conseguir uma alternativa à Samsung Electronics com oferta significativa de telas de diodo emissor de luz orgânico (OLED), uma tecnologia de última geração, para o iPhone, segundo pessoas informadas sobre o assunto.

A LG Display, antiga fornecedora de telas de cristal líquido para os modelos atuais de iPhone, tem o objetivo de produzir telas OLED a pleno vapor em 2019, e conseguirá executar apenas pequenas entregas a partir do fim de 2018, disseram as pessoas, que pediram anonimato porque o assunto é privado. A LG ainda negocia o tamanho dos pagamentos antecipados e outros detalhes, mas as negociações estão na fase final, disse uma das pessoas.

A Apple quer adotar a tecnologia OLED por suas cores vibrantes e pelo consumo menor de energia, mas foi impedida pela disponibilidade limitada. A Samsung, sua principal concorrente no ramo de smartphones, é a fabricante dominante de telas OLED e tem usado a tecnologia em seus próprios telefones além de vendê-la a rivais da Apple. A empresa com sede em Cupertino, Califórnia, apresentará seu novo iPhone na semana que vem e a expectativa é que um dos três modelos tenha telas OLED da Samsung.

A LG negocia com a Apple o fornecimento da tecnologia OLED o mais rapidamente possível, mas se deparou com vários desafios, disseram as pessoas. Está difícil conseguir máquinas de evaporação, ferramenta fundamental para a produção de telas, depois que a divisão de telas da Samsung superou a LG e reservou diversas unidades, ou anos de pedidos, da fornecedora Canon Tokki, segundo uma das pessoas. Apesar de a LG finalmente ter conseguido garantir estas máquinas neste ano para instalação, a empresa precisa se esforçar para ampliar o rendimento produtivo o suficiente para atender as exigências da Apple.

A Apple normalmente apresenta seus novos modelos de iPhone no outono (Hemisfério Norte), de forma que poderá exportar o primeiro telefone OLED com tecnologia da LG no fim de 2018 com oferta limitada. Outra possibilidade é esperar para adicionar modelos com tecnologia LG mais adiante no ciclo de vida do próximo modelo.

"Será no segundo semestre do ano que vem, quando a LG iniciar as operações de teste nas linhas de produção das telas OLED para a Apple e geralmente são necessários seis meses para passar à produção comercial", disse Yi Choong-hoon, que administra a UBI Research, focada em análises sobre OLED. Ele estima que a Samsung, que leva uma média de três meses para levar as plantas à produção comercial, produzirá 50 milhões de unidades de telas OLED para a Apple até o fim deste ano.

Jean Lee, porta-voz da LG Display, Kim Ho-jeong, porta-voz da Samsung Display, e Josh Rosenstock, porta-voz da Apple, preferiram não comentar.

A Samsung é a única fornecedora de telas para o iPhone OLED da Apple neste ano, disseram pessoas a par do assunto. A empresa sul-coreana começou a investir nas telas avançadas anos atrás e trabalhou de perto com fornecedoras como a Canon Tokki para ajustar a produção. Os telefones Samsung Galaxy possuem telas OLED desde 2009.

--Com a colaboração de Alex Webb e Mark Gurman

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos