ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Mercedes continuará à frente da BMW em vendas de carros de luxo

Elisabeth Behrmann

12/01/2018 11h48

(Bloomberg) -- A Mercedes-Benz deverá defender a posição de maior fabricante de automóveis de luxo do mundo, tirada da rival BMW em 2016 e reforçada no ano passado, quando novos modelos como o SUV GLC Cupé ajudaram a ampliar as vendas.

A avaliação, feita por analistas da Landesbank Baden-Württemberg, pode ser inquietante para o CEO da BMW, Harald Krüger, que prometeu retomar a coroa mantida por sua empresa por mais de uma década. A BMW, que tem sede em Munique, resumiu em março passado os planos da ofensiva recorde de modelos para 2018, que faz parte de um investimento de 10 bilhões de euros (US$ 12 bilhões) para reformulação da linha da empresa e para desenvolvimento de tecnologia.

Mesmo assim, o aumento de 4,2 por cento nas vendas da marca BMW em 2017, revelado em comunicado nesta sexta-feira, representou menos da metade do salto de 9,9 por cento registrado pela Mercedes, da Daimler. A divisão Audi da Volkswagen, a terceira do setor, vendeu 0,6 por cento mais veículos, crescimento freado por divergências com as concessionárias da China no início do ano.

"A Mercedes manterá a liderança neste ano e provavelmente também no próximo", disse Frank Biller, analista da LBBW, que tem sede em Stuttgart, Alemanha. "A empresa está tirando proveito da linha forte e da retomada bem-sucedida na China nesta corrida de iguais."

Para mudar a tendência, a BMW está lançando uma série de modelos sem antecessores, como o X2 compacto e o SUV X7 full-size, que estarão à venda neste ano. Entre os lançamentos de 2018 da Mercedes, que tem sede em Stuttgart, haverá uma nova versão do compacto Classe A e a primeira reformulação do emblemático SUV Classe G em quase 40 anos. A versão atualizada do sedã de luxo Classe S também ajudará nas vendas.

"Tenho certeza de que as vendas da BMW continuarão crescendo em 2018, mantendo ao mesmo tempo o foco na lucratividade", disse o futuro chefe de vendas da fabricante de automóveis, Pieter Nota, no comunicado desta sexta-feira.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia