Bolsas

Câmbio

Importante analista da Apple reduz estimativas para iPhone X

Bloomberg News

(Bloomberg) -- Um analista da Apple observado atentamente cortou cerca de 23 por cento de sua projeção inicial para as remessas do iPhone X, citando a fraca demanda chinesa.

A Apple deve despachar 62 milhões de unidades de seu smartphone mais caro ao longo de sua duração, em contraste com a estimativa anterior de 80 milhões, escreveu Kuo Ming-chi, da KGI Securities, em uma nota datada de 18 de janeiro. O corte efetuado por Kuo é o mais recente em uma série de rebaixamentos que vem ocorrendo desde dezembro, à medida que os analistas reavaliam a recepção global do aparelho mais avançado da empresa dos EUA. Ele projeta que a produção será interrompida em algum momento deste ano, porque a Apple lançará novas versões no segundo semestre.

A Apple estava contando com o novo design do modelo comemorativo do 10º aniversário do iPhone para aumentar as remessas à medida que seu valor de mercado avança para US$ 1 trilhão. Mas as vendas de smartphones na China - seu mercado mais importante fora dos EUA - diminuíram porque o mercado ficou saturado. Os clientes parecem ter optado por modelos mais baratos do iPhone, de acordo com a Cowen & Co. Para a empresa, isso sugere que a Apple não conseguiu incorporar suficiente tecnologia nova no iPhone X para justificar o preço de US$ 999.

Marcas chinesas como Huawei, Oppo e Xiaomi também estão avançando para o território da Apple com modelos novos projetados para atrair compradores de alto nível.

"Os usuários chineses de alto nível adoram dispositivos com tela grande. Mas o design e o fato de que muitos aplicativos ainda não são compatíveis com o aparelho levaram muitos usuários a achar que a tela do iPhone X parecia menor do que a do iPhone de 5,5 polegadas ", disse Kuo em sua nota. "O preço elevado também comprimiu a demanda de substituição."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos