ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Porto Alegre isola região do TRF4 para julgamento de Lula

Simone Iglesias

23/01/2018 12h26

(Bloomberg) -- A partir do meio-dia desta terça-feira, todos os órgãos públicos de Porto Alegre próximos ao TRF4 serão fechados e só retomam o expediente na quinta-feira pela manhã. O trânsito na região também estará fechado para carros e ônibus convencionais de passageiros.

O esquema de segurança policial contará com efetivo de Porto Alegre e deslocamento de policiais militares do interior do estado. O policiamento será feito com homens a pé, a cavalo, distribuídos em viaturas e helicópteros. A orla do rio Guaíba, que chega próximo ao tribunal e também ao acampamento pró-Lula, terá patrulhamento naval. Atiradores de elite estarão posicionados no topo de prédios para monitoramento de conflitos.

Em Porto Alegre, há mil câmeras de segurança, sendo 150 delas no perímetro do julgamento e acampamento dos manifestantes pró-Lula. O acampamento está no Anfiteatro Pôr do Sol, a 1 km do TRF.

Os manifestantes a favor da condenação de Lula se concentrarão no Parcão, um parque mais afastado do tribunal, a cerca de 6 km de distância. Haverá também policiamento a pé, cavalaria e viaturas.

A Secretaria de segurança pública do Rio Grande do Sul disse estar bem preparada e citou as manifestações de 2013; Copa do Mundo de 2014; e os protestos durante impeachment da ex-presidente Dilma, em 2016, como exemplo de outros eventos desse porte.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia