Bolsas

Câmbio

Toyota aposta no futuro do táxi e investe em app de carona

Kevin Buckland e Nao Sano

(Bloomberg) -- A Toyota Motor está dobrando a aposta nos táxis.

Em busca de um papel mais importante na definição do futuro da mobilidade conectada, a maior fabricante de veículos da Ásia está investindo mais 7,5 bilhões de ienes (US$ 68,6 milhões) no Japan Taxi, um aplicativo de reserva de táxis comandado por Ichiro Kawanabe, um especialista do setor de táxis. As empresas anunciaram em comunicado, na quinta-feira, uma colaboração para coleta de dados e terminais de táxi conectados.

Akio Toyoda, o presidente da Toyota, tem grandes ambições para a fabricante de veículos e seu papel no futuro dos transportes. Ele disse que a computação e os dados em nuvem revolucionarão e apresentarão oportunidades de novas receitas em meio a uma mudança única rumo a veículos conectados, autônomos e eletrificados. Toyoda pretende redefinir a fabricante de automóveis de 80 anos como uma provedora de serviços de mobilidade.

"A questão é o que a Toyota pensa a respeito das caronas compartilhadas", disse Seiji Sugiura, analista do Tokai Tokyo Research Center, em Tóquio. "Agora que a Toyota investiu na Japan Taxi, a questão a considerar é a expansão e a estratégia da Uber no Japão."

O intrigante é que a Toyota também apoia a Uber. A fabricante de automóveis fez um investimento estratégico na Uber em 2016, de quantia não revelada, como parte de uma colaboração em tecnologia de carona compartilhada. O investimento anterior da Toyota na Japan Taxi, de 500 milhões de ienes, foi feito no ano passado por meio de seu Mirai Creation Fund, que também é apoiado pela firma de gerenciamento de ativos Sparx Group e pelo Sumitomo Mitsui Banking.

A Uber não fez muito progresso no Japão e responde por menos de 1 por cento das corridas mensais em Tóquio. Mesmo assim, a gigante do transporte particular afirma que se expandirá no Japão, em Cingapura e em outras partes da Ásia, segundo Brooks Entwistle, chefe da divisão da empresa de carona compartilhada na região. Ao mesmo tempo, Kawanabe, conhecido como "príncipe dos táxis", quer garantir que a Uber não invadirá o setor de táxis do Japão, avaliado em 1,72 trilhão de ienes. Além de comandar o Japan Taxi, Kawanabe é chefe da federação japonesa de táxis e dirige a Nihon Kotsu, maior empresa de táxis de Tóquio.

A Toyota começou a testar aparelhos de coleta de dados instalados em 500 táxis da área de Tóquio no ano passado. A coleta de dados de direção e os vídeos em tempo real permitirão que a empresa construa mapas dinâmicos que poderiam acelerar a adoção da direção automatizada, entre outras coisas. A Toyota pretende lançar veículos autônomos prontos para as condições de rodovia até 2020 e modelos prontos para as ruas das cidades dentro dos próximos cinco anos.

O aplicativo Japan Taxi foi baixado cerca de 4 milhões de vezes desde o lançamento, em 2011, e registrou cerca de 60.000 táxis, o equivalente a um de cada quatro que operam em todo o país, segundo o comunicado desta quinta-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos