PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

LME estuda nova estratégia para cobalto após fracasso: Fontes

Jack Farchy e Mark Burton

19/02/2018 09h49

(Bloomberg) -- A Bolsa de Metais de Londres pode estar se convencendo de que seu contrato de cobalto físico não se consolidou como referência para esse metal crucial para a produção de baterias.

A LME provavelmente criará um contrato de metais para o cobalto ligado a um índice de preços e recentemente enviou pedidos de propostas a possíveis parceiros que poderiam fornecer avaliações de preços, segundo pessoas a par do assunto. Um contrato liquidado em dinheiro vinculado aos preços do cobalto poderia ser lançado até o fim do ano, disse uma das pessoas, que pediu para não ser identificada porque o assunto não é público.

A iniciativa sugere que a LME está recuando na batalha para estabelecer os preços do mercado de cobalto, de US$ 9,5 bilhões por ano. Antes impopular, o cobalto tem atraído interesse e os preços triplicaram nos últimos 18 meses com a explosão dos veículos elétricos.

A LME criou um contrato com entrega física em 2010 para desafiar a referência consolidada, estabelecida pela Metal Bulletin. Os volumes de negociação se mantiveram entre os mais baixos de todos os contratos da bolsa.

"O futuro do contrato da LME atualmente está sendo discutido e é forte a possibilidade de que se torne liquidado em dinheiro", afirmou a trader de cobalto Darton Commodities em revisão anual do mercado, no início da semana.

A LME não planeja acabar com o contrato físico atual, disse uma das pessoas, e trabalhará com os fornecedores para garantir que o metal de seus armazéns atenda aos padrões de origem ética aceitos pelo setor.

A bolsa informou no ano passado que estudava lançar um contrato de cobalto liquidado em dinheiro como parte de uma série de novos contratos de metais para baterias. Em apresentações e declarações públicas se concentrou na possibilidade de listar um contrato de sulfato de cobalto, um produto químico usado na fabricação de baterias de íons de lítio.

Isso agora é improvável porque a bolsa percebeu que não atenderia às necessidades do mercado, disseram as pessoas. É improvável também que lance um contrato de sulfato de níquel, embora ainda planeje um contrato de lítio para o início de 2019.

"Continuamos trabalhando com os participantes do setor para determinar o melhor caminho futuro em relação ao nosso contrato existente liquidado fisicamente e as implicações do lançamento de uma opção liquidada em dinheiro", disse uma porta-voz da LME. Se a bolsa levar adiante o lançamento de um contrato liquidado em dinheiro, "isso ocorrerá só no fim de 2018 ou no início de 2019", acrescentou.

Várias empresas

O pedido de propostas para os preços do cobalto foi enviado a várias empresas, disseram as pessoas. Ainda assim, o índice de preços da Metal Bulletin provavelmente será de longe o favorito para basear o novo contrato, dado seu papel de referência do setor. A Glencore, maior produtora mundial de cobalto, cota os preços da Metal Bulletin em seus balanços financeiros.