PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Grupo de mineração quer criar padrão para barragens de rejeitos

Susanne Barton

26/02/2019 15h15

(Bloomberg) -- Um grupo global de mineração se comprometeu a criar um padrão internacional para barragens de rejeitos em resposta ao acidente no Brasil.

Depois de uma reunião de executivos de mineração na Flórida, o Conselho Internacional de Mineração e Metais anunciou na terça-feira que estabelecerá um painel independente de especialistas para desenvolver o padrão. Isso incluirá um sistema para revisões confiáveis e independentes das instalações de rejeitos e requisitos para planejamento de emergência e preparação.

"Os CEOs do ICMM se comprometeram a estabelecer uma mudança radical para a indústria na segurança das instalações de rejeitos, desenvolvendo um padrão internacional reconhecido para as empresas associadas", disse Tom Butler, diretor executivo do ICMM, em comunicado. "Embora o padrão se torne um compromisso para os membros, o ICMM encorajará outros a se juntarem a nós na defesa de que seja adotado de forma mais ampla."

O grupo industrial com sede em Londres reuniu-se após o colapso da barragem da Vale no mês passado. O desastre provocou uma avaliação do setor sobre como gerenciar globalmente as operações de mineração.

Em 19 de fevereiro, o diretor presidente do BHP Group, Andrew Mackenzie, salientou a necessidade de um "nível de segurança essencial", e disse que sua empresa gostaria de receber um órgão internacional e independente para supervisionar a integridade de todas as barragens. A executiva de segurança do Grupo Rio Tinto, Joanne Farrell, descreveu o desastre como "ponto de inflexão" para a indústria, enquanto o CEO da Anglo American, Mark Cutifani, disse que a empresa quer chegar a um ponto em que possa operar sem rejeitos.

--Com a colaboração de Steven Frank.