PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

China promete flexibilizar circulação de trabalhadores

Bloomberg News

26/12/2019 14h47

(Bloomberg) -- A China detalhou planos na quarta-feira para promover a circulação mais livre de mão de obra, em um momento em que autoridades buscam amortecer o impacto do lento crescimento da segunda maior economia do mundo.

O comunicado divulgado pelo Conselho de Estado inclui uma promessa de flexibilizar o sistema de registro de famílias do país, que foi criticado como discriminatório e um impedimento à urbanização. As autoridades também facilitarão a mudança de emprego entre empresas e querem aperfeiçoar os sistemas destinados a incentivar a migração de trabalhadores para regiões menos desenvolvidas.

As medidas seguem uma série de políticas anunciadas pela China nas últimas semanas de 2019, depois da reunião liderada pelo presidente Xi Jinping em dezembro com as principais autoridades para planejar as prioridades econômicas do próximo ano. A leitura do encontro sinaliza uma aversão a fortes estímulos e ênfase em "novos propulsores de crescimento" por meio de reformas.

Além dos planos para a mão de obra, na semana passada o Conselho de Estado também divulgou medidas para melhorar a eficiência das empresas estatais, estabilizar o emprego e reforçar o papel do setor privado na economia. O premiê Li Keqiang também se comprometeu na semana passada a dar aos investidores estrangeiros maior acesso aos setores de serviços do país, incluindo finanças e assistência médica.

To contact Bloomberg News staff for this story: Lin Zhu Beijing, lzhu243@bloomberg.net;Emma Dong Shanghai, edong10@bloomberg.net