PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Frango desossado começa a desaparecer de supermercados nos EUA

Jen Skerritt e Shelly Hagan

29/04/2020 10h23

(Bloomberg) -- Adeus, frango desossado. Varejistas de alimentos da América do Norte estão trocando coxas de frango desossadas por outros cortes menos populares devido às paralisações em frigoríficos que reduziram a oferta de produtos com alta demanda.

Casos de Covid-19 entre trabalhadores de algumas das maiores unidades de processamento de carne nos Estados Unidos e Canadá reduziram a capacidade de abate e, em alguns casos, os tipos de cortes disponíveis. Os surtos reduziram a capacidade de carne suína dos EUA em quase 30%, e a crescente onda de paralisações levou o presidente dos EUA, Donald Trump, a estudar planos para manter os frigoríficos abertos. No Canadá, a Cargill desativou o frigorífico de carne bovina em High River, Alberta, responsável por cerca de 40% da capacidade de processamento do país, enquanto a unidade de carne bovina da JBS em Brooks, também em Alberta, opera com cerca de metade da capacidade.

A Goodfood Market, com sede em Quebec e que entrega refeições para membros, afirmou que planeja substituir o frango desossado por outros cortes com osso, já que a indústria avícola reduz as operações de desossa para acelerar a produção.

"Os fornecedores de carne de ave ainda enfrentam falta de mão de obra e muitos deles operam com menos de 50% da força de trabalho regular", escreveu o CEO da Goodfood, Jonathan Ferrari, em e-mail a clientes. "Para garantir a oferta essencial de frango para canadenses em todo o país, a indústria avícola está deixando de desossar coxas de frango para aumentar a capacidade de produção."

Ferrari também escreveu que a empresa trabalha para garantir a oferta de carne congelada caso as paralisações de fornecedores de Alberta causem cortes na cadeia de suprimentos.

Consumidores de supermercados do mundo todo podem notar embalagens maiores de carne em vez de bifes individuais ou porções menores, disse Brian Sikes, responsável pela divisão de proteína e sal da Cargill. Embora as unidades da empresa produzam os mesmos produtos para o varejo e serviços de alimentação, poderiam cortá-los ou embalá-los de maneira um pouco diferente, disse.

©2020 Bloomberg L.P.