Bolsas

Câmbio

George Soros vê época de incerteza e se refugia no ouro

Nova York, 9 jun (EFE).- O guru de Wall Street George Soros está percebendo sinais de incerteza econômica em nível global e está se desfazendo de posições no mercado de ações para se refugiar no ouro, segundo informou nesta quinta-feira "The Wall Street Journal".

As decisões de Soros, de 85 anos, sempre são vistas com grande interesse nas bolsas de valores de Nova York porque podem indicar por onde devem se movimentar as firmas que investem em Wall Street e em outras praças.

Segundo o "Journal", que cita fontes que sabem dos movimentos de Soros, o multimilionário está tendo um papel ativo na gestão financeira após uma longa temporada à margem para se dedicar a atividades filantrópicas.

Os problemas econômicos que a China continua atravessando, a possível saída do Reino Unido da União Europeia e a crise de migração na Europa são sinais que, de acordo com Soros, geram incerteza na economia global.

A notícia foi divulgada justamente quando Wall Street está em uma sequência de lucros e o S&P 500, o indicador da bolsa preferido por muitos fundos de investimento, está perto de chegar a sua marca histórica de 2.130 pontos, atingida em maio do ano passado.

O jornal, em sua principal nota de capa de hoje, sustenta que a empresa financeira de Soros, que administra cerca de US$ 30 bilhões, recentemente vendeu ações e comprou ouro e ações de firmas que extraem o metal precioso.

O ouro, que sempre é visto como refúgio em momentos de turbulências econômicas, está em torno dos US$ 1.265 a onça e neste ano seu preço subiu 19%.

Segundo o "Journal", desde o começo do ano Soros esteve visitando mais frequentemente os escritórios de sua assinatura para se vincular diretamente nas operações e está mantendo contatos mais periódicos com seus diretores.

Em um e-mail publicado pelo jornal, Soros diz que a China está sofrendo vazamento de capitais, está esgotando suas reservas de divisas e enfrenta "conflitos internos em sua liderança política", o que pode complicar sua capacidade para enfrenar temas financeiros.

Também é muito cético sobre o futuro da União Europeia, já que acredita que se o Reino Unido deixar essa aliança, "poderia gerar um êxodo geral e a desintegração da União Europeia se tornará praticamente inevitável".

A nota do "Journal" concorda com alguns comentários surgidos em Wall Street que falam da possibilidade de que o mercado esteja entrando em uma etapa de "esgotamento" nos últimos dias.

Art Cashin, um dos operadores do pregão de Nova York mais antigo, apoiou essa ideia em entrevista à emissora "CNBC" quando foi consultado antes da abertura de hoje pelas posições que está assumindo Soros.

"Há alguns problemas que estão surgindo. As decisões de Soros possivelmente se realizam no tempo certo", acrescentou Cashin.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos