Bolsas

Câmbio

Dow Jones fecha em alta de 1,32%

Nova York, 12 set (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou em alta de 1,32% nesta segunda-feira após novas vozes dentro do Federal Reserve (Fed) pedirem "prudência" aos demais membros em relação à possibilidade de elevação das taxas de juros nos Estados Unidos.

O principal indicador da Bolsa de Nova York somou 239,62 pontos, para 18.325,07. O seletivo S&P 500 avançou 1,47%, para 2.159,04 pontos, e o índice composto da Nasdaq subiu 1,68% e fechou aos 5.211,89.

Uma das governadoras do Fed, Lael Brainard, disse hoje que a atual "incerteza" global e a baixa inflação justificam que se aja com "prudência" na hora de decidir sobre um eventual ajuste monetário, um sinal da divisão interna no banco central americano.

Para Brainard, uma das integrantes do Comitê Federal de Mercado Aberto do Fed com voto fixo nas reuniões de política monetária, a inflação ainda baixa e o enfraquecimento da economia global "aconselham prudência na retirada do estímulo monetário".

A postura da governadora contrasta com recentes apelos por parte de colegas do banco central, como o presidente do Fed de Nova York, para que os juros sejam elevados para evitar um superaquecimento da economia dos EUA.

No Dow Jones, as principais altas do dia foram das ações de Wal-Mart e Procter & Gamble (2,33%), Apple (2,24%), Coca-Cola (2,18%), Visa (2,02%), Cisco Systems (1,91%) e Intel (1,81%). Apenas os papéis da Dupont terminaram em baixa (-0,38%).

No momeno do fechamento do pregão, a onça do ouro caía para US$ 1.331, e a rentabilidade dos títulos da dívida pública americana com prazo de dez anos subia para 1,67%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos