ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Facebook registra lucro líquido de US$ 15,9 bilhões em 2017, alta de 56%

31/01/2018 20h08

Nova York, 31 jan (EFE).- O Facebook anunciou nesta quarta-feira que registrou um lucro líquido de US$ 15,9 bilhões em 2017, uma alta de 56% em relação a 2016, superando as expectativas do mercado.

A rede social fundada por Mark Zuckerberg teve no ano passado um faturamento de US$ 40,6 bilhões, um crescimento de 47% em relação aos US$ 27,6 bilhões obtidos no mesmo período do ano anterior.

As ações do Facebook, no entanto, caíram mais de 3% depois do fechamento da sessão do índice composto da Nasdaq porque a empresa revelou que as mudanças adotadas recentemente na rede social reduziram o tempo que os usuários ficam na plataforma.

Segundo a companhia, o objetivo das alterações é fazer com que os usuários interajam mais entre si e não sejam simples consumidores passivos de conteúdo. Por isso, o Facebook decidiu dar prioridade aos posts pessoais em relação aos corporativos.

Zuckerberg disse que a decisão de mostrar menos vídeos que viralizaram e as demais mudanças reduziram em cerca de 50 milhões de horas por dia o tempo gasto dentro do Facebook.

"O ano de 2017 foi bom para o Facebook, mas também foi duro", admitiu Zuckerberg, que viu a empresa estar no meio da polêmica da influência da Rússia nas eleições presidenciais dos EUA.

"Em 2018, estamos focados em garantir que o Facebook não seja só divertido de usar, mas também bom para o conforto das pessoas e da sociedade", indicou o fundador da empresa.

O aumento do faturamento do Facebook em 2017 ocorreu graças ao crescimento das receitas de publicidade, que avançaram 49% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O principal motor da alta foram os anúncios em dispositivos móveis. No último trimestre do ano, 89% das receitas do Facebook com publicidade vieram de propagandas destinadas a celulares.

Entre outubro e dezembro, período que mereceu mais atenção dos investidores, a companhia teve um faturamento de US$ 12,9 bilhões, uma alta de 47% em relação ao ano anterior. O lucro líquido foi de US$ 4,2 bilhões, 20% maior do que os três últimos meses de 2016.

Os lucros do Facebook foram afetados pela decisão da empresa de pagar US$ 2,27 bilhões em impostos sobre dinheiro acumulado no exterior após a reforma fiscal aprovada nos Estados Unidos.

Segundo os dados divulgados hoje, o Facebook teve em dezembro uma média de 1,4 bilhão de usuários ativos diários, uma alta de 14% em relação ao mesmo mês de 2016.

Mais Economia