PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Coreia do Sul inicia negociações com Mercosul para acordo comercial

25/05/2018 07h35

Seul, 25 mai (EFE).- Coreia do Sul e Mercosul acordaram nesta sexta-feira iniciar as negociações formais para um pacto de livre-comércio, durante uma reunião realizada em Seul entre o Executivo sul-coreano e representantes dos quatro países do bloco latino-americano.

A quarta economia da Ásia e do Mercosul devem iniciar estas negociações durante a segunda metade do ano, segundo o compromisso alcançado por ambas as partes, que aspiram deste modo impulsionar as suas trocas comerciais e de investimentos.

"Trata-se de um passo significativo para aprofundar as importantes relações entre os Estados-membros do Mercosul e da Coreia do Sul", disseram em comunicado conjunto emitido após a reunião os representantes dos Governos de Seul, Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai.

"Reforçar os vínculos através de maiores fluxos de comércio e investimentos é uma expressão do nosso interesse comum na prosperidade, e do nosso compromisso pelo livre-comércio e os mercados abertos", acrescenta a declaração.

O Governo sul-coreano, por sua vez, avaliou a importância do futuro acordo para "potencializar as importações de automóveis, autopeças e produtos eletrônicos aos Estados-membros do Mercosul", através de um comunicado do Ministério de Comércio, Indústria e Energia.

Os países que conformam o Mercado Comum do Sul somam uma população conjunta de 290 milhões de pessoas e um Produto Interno Bruto de cerca de US$ 2,7 trilhões, o que representa mais da metade da economia do continente sul-americano, segundo dados do Ministério sul-coreano.

As exportações sul-coreanas ao bloco do Mercosul alcançaram os US$ 6,6 trilhões, principalmente dos produtos citados, enquanto as importações chegaram a US$ 4,52 trilhões e foram sobretudo de produtos agrícolas e aço.

A Coreia do Sul poderia se transformar assim na primeira economia do continente asiático a carimbar um acordo comercial com o Mercosul, que também iniciou na semana passada um "diálogo exploratório" com Cingapura.

O bloco latino-americano aspira, além disso, negociar em breve um acordo deste tipo com o Japão, segunda maior economia da Ásia e terceira do mundo, segundo disse o ministro brasileiro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, durante uma visita a Tóquio na semana passada.

Na reunião de hoje em Seul participaram o chanceler brasileiro e seus colegas do Uruguai e do Paraguai, Rodolfo Nin Novoa e Eladio Loizaga, o secretário argentino de Relações Econômicas Internacionais, Horacio Reyser, e o ministro sul-coreano de Comércio, Kim Hyun-chong.