PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Wall Street termina semana com mais recordes com pacificação comercial

20/12/2019 19h32

Nova York, 20 dez (EFE).- Wall Street terminou a semana com recordes em seus três principais indicadores pelo segundo dia seguido como consequência de uma maior pacificação nos conflitos comerciais que sacudiram os mercados mundiais neste ano, como o que envolve Estados Unidos e China.

O Dow Jones Industrial fechou em alta de 0,28% e estabeleceu sua nova melhor marca, que é de 28.455,09 pontos. O seletivo S&P 500 avançou 0,49%, para 3.221,22, quebrando não só o recorde de pontuação, como completando a quarta semana seguida com saldo positivo.

Já o Nasdaq Composite subiu 0,42% e chegou a 8.924,96 pontos, também um máximo histórico, e ao oitavo pregão consecutivo com fechamento em alta.

Além de não ter sido afetada pela aprovação do impeachment do presidente dos EUA, Donald Trump, pela Câmara dos Representantes (a definição sobre a permanência dele no cargo será do Senado), a bolsa nova-iorquina recebeu nesta semana um impulso com a melhor sincronia entre os governos americano e chinês na negociação comercial.

Também nesta sexta-feira, Wall Street recebeu favoravelmente novos comentários de Trump sobre o acordo comercial que os dois países estão preparando e que daria fim à guerra tarifária que afetou o crescimento da economia mundial neste ano.

Outro fator que pesou para o bom humor dos investidores foi uma revisão dos gastos dos consumidores no terceiro trimestre, que aumentaram de 2,9% para 3,2%.

No Dow Jones, as maiores altas foram dos papéis de Verizon (2,09%), 3M (1,87%), Merck (1,77%), Caterpillar (1,76%), Intel (1,71%) Chevron (1,31%) e Coca-Cola (1,2%). As piores quedas foram das ações de Boeing (-1,65%), Nike (-1,18%), Cisco Systems (-0,9%), e United Health Group (-0,69%).

No horário de fechamento da bolsa, a onça do ouro caía para US$ 1.481,70, e o rendimento dos treasuries com vencimento em 10 anos subia para 1,919%. EFE