Bolsas

Câmbio

CNTA diz que propostas do governo ainda estão em desacordo com reivindicações

Lu Aiko Otta

Brasília

Em nota, a Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) avaliou que o pacote de medidas apresentado pelo governo no último domingo "ainda está em desacordo com suas reivindicações". Em assembleia realizada na manhã desta segunda-feira, 28, ficou decidido que, nos pontos em que for mantida a paralisação, haverá liberação parcial dos caminhões. Será autorizada a circulação daqueles carregados com combustíveis, inclusive com gás de cozinha, produtos destinados à merenda escolar, produtos destinados à saúde pública e hospitais, leite e veículos identificados como sendo da Defesa Civil.

"A CNTA orienta que todos os pontos de manifestação dos caminhoneiros do País, que deliberarem pela continuidade da paralisação, ao menos adotem as medidas acima aprovadas", diz a nota. "A CNTA pede conscientização de todos os caminhoneiros para que avaliem com cuidado suas decisões sobre a continuidade ou não da paralisação, sob pena de perdermos essas conquistas históricas da categoria."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos