Bolsas

Câmbio

Trump e Kim deixam bolsas da Ásia perto da estabilidade e apoiam won sul-coreano

Victor Rezende

São Paulo

  • Saul Loeb/AFP

    Bolsas asiáticas apresentaram leves oscilações e o won sul-coreano apresentou fortes ganhos em relação ao dólar

    Bolsas asiáticas apresentaram leves oscilações e o won sul-coreano apresentou fortes ganhos em relação ao dólar

Os mercados acionários asiáticos viram poucas alterações nesta terça-feira à medida que os investidores acompanham o encontro histórico entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, em Singapura. Enquanto as bolsas apresentaram leves oscilações, o won sul-coreano foi o maior vencedor da noite e apresenta fortes ganhos em relação ao dólar, enquanto o iene e o franco suíço deram prosseguimento às perdas vistas no dia anterior. A menor cautela também gerou alta dos juros dos JGBs e queda do ouro.

Trump e Kim apertaram as mãos no início da cúpula, pouco depois das 22h (de Brasília) de segunda-feira, em um momento que representou uma reviravolta nas relações entre Washington e Pyongyang. O presidente americano disse a repórteres que esperava ter uma "grande conversa" com o norte-coreano, acrescentando que "é uma honra" receber o líder do país asiático para um encontro. "Teremos um ótimo relacionamento, não tenho dúvidas", afirmou o americano.

Os movimentos das bolsas asiáticas foram pontuais. Para o economista Oliver Jones, da Capital Economics, "nem um avanço nas negociações nem outra briga verbal entre os dois líderes faria muita diferença nos mercados de ações no médio prazo". À 0h57 (de Brasília), o índice Kospi, da Bolsa de Seul, caía 0,11%, aos 2.467,52 pontos, e o australiano S&P/ASX 200 subia 0,17%, aos 6.055,40 pontos.

Ativos considerados mais seguros, como o iene, o franco suíço, o ouro e os títulos da dívida pública japonesa foram deixados de lado pelos investidores. No horário acima, o dólar subia para 110,30 ienes e avançava para 0,9872 franco suíço. Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro para entrega em agosto caía 0,12%, a US$ 1.301,60 por onça-troy. Já o yield do JGB de 10 anos subia de 0,044% para 0,051%, na máxima do dia.

De acordo com o chefe de ações japonesas do UBS Wealth Management, Toru Iabayashi, a queda do iene mostra as esperanças do mercado em relação à cúpula. Os investidores estão esperando uma moeda mais fraca em solo japonês para poder comprar ações, especialmente com a onda vendedora do último trimestre, que tornou papéis de companhias do Japão mais acessíveis. "Eles têm muitos motivos para recomprar e hoje é um bom dia para isso", disse. Em Tóquio, o índice Nikkei se favoreceu do iene mais fraco e avançava 0,32%, aos 22.876,50 pontos.

Já o won sul-coreano foi o maior favorecido da sessão. Para estrategistas do Goldman Sachs, caso haja um acordo entre os líderes para a desnuclearização da Península Coreana, "isso poderia implicar no início de uma normalização nas relações entre as Coreias", o que apoiaria os ativos sul-coreanos. No horário acima, o dólar recuava de 1.087,11 wons no fim da tarde de segunda-feira para 1.073,40 wons. (Com Dow Jones Newswires)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos