ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Evidentemente, existe um cálculo político na reforma da Previdência, diz Guedes

Constança Rezende, Renata Batista e Vinicius Neder

Rio

30/10/2018 16h50

A decisão sobre articular pela aprovação, ainda este ano, da proposta de reforma da Previdência que está atualmente em discussão no Congresso Nacional caberá ao presidente eleito Jair Bolsonaro, afirmou no período da tarde desta terça-feira, 30, o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS), principal articulador político da campanha eleitoral e indicado para chefiar a Casa Civil no futuro governo. Pela manhã, o assessor econômico de Bolsonaro, Paulo Guedes, afirmara que o melhor seria aprovar a reforma da Previdência o quanto antes.

Ao dar entrevista a jornalistas ao lado de Lorenzoni após reunião com Bolsonaro na casa do empresário Paulo Marinho, na zona sul do Rio, Guedes destacou que é preciso levar em conta fatores políticos antes de trabalhar pela aprovação da reforma previdenciária neste ano ainda.

"Do ponto de vista econômico, quanto mais rápido melhor. Estamos atrasados com essa reforma. Agora, evidentemente, existe um cálculo político. O nosso Onyx, corretamente, não quer que de repente nossa vitória nas urnas se transforme numa confusão no Congresso", disse Guedes.

Bolsonaro deixou a residência de Paulo Marinho sem falar com a imprensa.

Mais Economia