PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Lotes retomados ou em processo de caducidade podem voltar em próximo leilão

Luciana Collet e Dayanne Sousa

São Paulo

20/12/2018 17h45

Os estudos de planejamento para o próximo leilão de transmissão ainda estão em andamento, mas a expectativa, segundo o diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Sandoval Feitosa, é de que, além de projetos novos, concessões retomadas pelo poder concedente, após processos de caducidade, possam ser novamente ofertados, após a realização de estudos.

Um dos projetos que devem voltar a ser ofertados é de um projeto no Acre, ligando Rio Branco a Cruzeiro do Sul. Embora não seja um projeto grande - a Receita Anual Permitida (RAP) é estimada em R$ 350 milhões -, o empreendimento é considerado importante porque interliga ao sistema nacional a região de Cruzeiro do Sul, hoje atendida por térmicas a óleo diesel. "É um projeto que se pagaria em 13 a 15 meses, apesar de não ter o porte das linhas do Sul", comentou Sandoval, referindo-se a projetos leiloados nesta quinta-feira, 20, e que originalmente foram concedidos à Eletrosul foram alvo de caducidade e agora voltaram ao mercado.

Sandoval comentou que existem outros processos de caducidade em análise na Aneel e que tais concessões podem ser incluídas no próximo certame, se houver tempo.

Dentre os projetos novos que devem ser incluídos em um futuro leilão estão dois lotes que estavam previstos para ser ofertados no certame desta quinta-feira, mas saíram da lista. "São lotes que estão na área de Amazonas Energia e que, com processo de privatização, a tendência é de que venham a ser confirmados em futuro leilão", disse.