PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Kataguiri e Van Hattem criticam comunicação do governo sobre PEC da Previdência

Gustavo Porto, Francisco Carlos de Assis e Cynthia Decloedt

São Paulo

26/02/2019 11h10

Os deputados federais Kim Kataguiri (DEM-SP) e Marcel van Hattem (Novo-RS) criticaram nesta terça-feira, 26, durante o 20º CEO Brasil 2019 Conference, do BTG Pactual, a política de comunicação do governo para a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Nova Previdência. Kataguiri classificou como "incerta a linha de comunicação do governo", defendeu um debate mais profundo do texto enviado ao Congresso na semana passada e, novamente, a divisão do ônus da proposta entre o presidente Jair Bolsonaro e o Congresso.

Indagado sobre como realizaria uma proposta de comunicação para a PEC da Nova Previdência, o parlamentar paulista citou o ex-presidente José Sarney (MDB) como exemplo de disparidade. "É mostrar que o Sarney ganha R$ 112 mil por mês (...) e fica claro para a população que trabalha a vida inteira, ganhando o salário mínimo, que a contribuição dele (Sarney) vai ser maior enquanto a contribuição dos mais pobres será menor", explicou. "Foi inteligente o governo mostrar que a alíquota dos mais pobres vai ser menor", completou.

Já van Hatten pediu a Bolsonaro para que use mais as redes sociais e citou que o último post do presidente no Facebook sobre a Nova Previdência foi em 21 de fevereiro.

"Para quem lida com rede social como nós e o próprio presidente, é muito tímido, tem de ter todo dia uma mensagem da Reforma da Previdência", disse o deputado.