PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

China elimina cotas para investidores institucionais estrangeiros qualificados

Pequim

10/09/2019 07h40

O regulador de câmbio da China anunciou nesta terça-feira que vai eliminar limites de investimentos para dois programas de investimentos estrangeiros, numa tentativa de atrair mais recursos para seus mercados de capitais.

O órgão informou em comunicado que vai abolir cotas para o programa conhecido como Investidor Institucional Estrangeiro Qualificado (QFII, pela sigla em inglês) e para a versão em yuans, o RQFII, em mais uma iniciativa de abertura dos mercados chineses.

Restrições que limitavam a adesão de certos países e regiões aos dois programas também serão removidas, disse o regulador. Novos investidores, porém, terão de se candidatar e atender as exigências do governo para ganhar acesso aos programas.

Nos últimos anos, a China intensificou reformas no sentido de abrir seu setor financeiro. A eliminação das cotas veio após Pequim desvalorizar o yuan, em meio a uma prolongada disputa comercial com os EUA, para ajudar exportadores em dificuldades. A desvalorização da moeda chinesa, no entanto, pode gerar mais saídas de capital num momento de desaceleração econômica.

Meses atrás, o regulador anunciou que iria combinar os dois programas e ampliar seu escopo para incluir derivativos, recompras de bônus e fundos privados. Essa promessa, no entanto, ainda não se concretizou no comunicado de hoje.

No fim de agosto, foram concedidas a investidores estrangeiros cotas de US$ 111,38 bilhões pelo QFII e de 693,3 bilhões de yuans pelo RQFII, segundo números do provedor de dados Wind. Fonte: Dow Jones Newswires.