PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Petrobras aprova contratação de novas plataformas para pré-sal da Bacia de Santos

André Vieira

São Paulo

24/07/2020 14h05

A diretoria da Petrobras aprovou a contratação de três novas plataformas do tipo Floating Production Storage and Offloading (FPSOs) para operar no campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos.

Segundo a petroleira, a primeira das três novas plataformas, chamada de FPSO Almirante Tamandaré, tem sua produção prevista para o segundo semestre de 2024.

"O FPSO será afretado com capacidade de processamento diário de 225 mil barris de óleo e 12 milhões de metros cúbicos de gás, e será a maior unidade de produção de petróleo a operar no Brasil e uma das maiores do mundo", informou a estatal.

As duas demais unidades (P-78 e P-79) serão contratadas na modalidade Engineering, Procurement and Construction (EPC) e terão capacidade para processar diariamente 180 mil barris de óleo e 7,2 milhões de metros cúbicos de gás, cada uma. A previsão é de que as plataformas entrem em operação em 2025.

A Petrobras contratará também árvores de natal molhadas, as ANMs (equipamentos que fazem parte do sistema submarino de produção), sondas, serviços de poços e sistema de coleta. São esperadas que as contratações dos FPSOs e das ANMs sejam concluídas em 2021, e as demais se iniciem nos próximos 18 meses.

As três novas plataformas fazem parte de um plano total de instalar 12 FPSOs no campo de Búzios, que se tornará no maior ativo da companhia, produzindo mais de 2 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed).

Atualmente, há quatro unidades em operação em Búzios, que respondem por mais de 20% da produção total da Petrobrás.

A quinta plataforma, o FPSO Almirante Barroso, está em construção e tem início de produção previsto para o segundo semestre de 2022.