PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Fed manterá acomodação até atingir meta, com inflação acima de 2% 'por um tempo'

O Fed diz que manterá a taxa básica de juro entre 0% e 0,25% até que atingir objetivo de "máximo emprego" nos EUA - Comugnero Silvana/Fotolia
O Fed diz que manterá a taxa básica de juro entre 0% e 0,25% até que atingir objetivo de "máximo emprego" nos EUA Imagem: Comugnero Silvana/Fotolia

Gabriel Caldeira e Gabriel Bueno da Costa

São Paulo

27/01/2021 17h11

O Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) pretende manter a sua política monetária acomodatícia até que a inflação fique acima de 2% e se estabeleça neste nível por "por um tempo", de forma que as expectativas inflacionárias de longo prazo e o nível de preços se ancorem nos 2%.

Em comunicado divulgado após reunião de política monetária, o Fed reafirma que manterá a taxa básica de juro entre 0% e 0,25% até que a entidade considere que atingiu o seu objetivo de "máximo emprego" nos Estados Unidos.

Nesta quarta-feira, o Comitê decidiu deixar inalterada a taxa dos Fed funds em decisão unânime.

Ferramentas

Em comunicado da decisão de política monetária, o Federal Reserve afirma estar comprometido em usar sua gama de ferramentas para apoiar o máximo o emprego e a estabilidade de preços nos Estados Unidos.

A entidade repetiu observação contida no comunicado anterior e afirmou que a demanda mais fraca e a queda nos preços do petróleo têm segurado os níveis de inflação.

Carteira de ativos

O Federal Reserve informou em comunicado que continuará elevando sua carteira de ativos em pelo menos 120 bilhões por mês, sendo US$ 80 bilhões em títulos do Tesouro americano e US$ 40 bilhões em títulos hipotecários. Segundo a entidade, esta decisão será mantida até que um "progresso substancial seja feito em direção às metas de emprego e inflação" do Comitê Federal de Mercado Aberto.

No documento, o Fed argumenta que as compras vão ajudar a promover o funcionamento regular do mercado e dar suporte às condições financeiras acomodatícias, apoiando assim o fluxo de crédito para famílias e empresas.

A entidade também destaca que continuará acompanhando as possíveis implicações que a saúde pública, o mercado de trabalho, as expectativas inflacionárias e os desenvolvimentos financeiros internos e externos poderão ter sobre a economia dos EUA, se comprometendo a ajustar sua política monetária caso a meta de inflação e emprego do Fed seja ameaçada.

PUBLICIDADE