Conteúdo publicado há 9 meses

Itaú repassará corte da Selic ao crédito pessoal em contratações a partir de amanhã

Um dia após o corte da taxa Selic em 0,5 ponto porcentual, para 13,25% ao ano, o Itaú Unibanco informou que vai repassar a redução à linha de crédito pessoal, aquela que é tomada pelos clientes pessoas físicas e que não tem garantia. O repasse começa a valer na sexta-feira, 4.

O maior banco do País afirma, em nota enviada ao Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), que a mudança é válida para a taxa máxima de empréstimo no caso dos clientes que contratarem a operação a partir da sexta-feira. As taxas variam de acordo com o perfil e o relacionamento do cliente com o banco, diz o texto.

"A decisão faz parte do compromisso do Itaú em manter preços competitivos no mercado, oferecendo a melhor relação custo-benefício para seus clientes", diz o Itaú.

O banco é o primeiro entre os grandes do setor privado a anunciar reduções de taxas de juros como consequência do corte da Selic. Na quarta, logo após o anúncio do corte pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, o Banco do Brasil anunciou o repasse dos juros mais baixos a uma série de linhas destinadas a pessoas físicas e jurídicas.

A Caixa Econômica Federal (CEF) também fez uma redução, neste caso, nos juros do crédito consignado destinado a aposentados e pensionistas do INSS.

O corte na Selic permite aos bancos reduzirem os juros porque reduz os custos de captação de recursos para as instituições. O grau de redução varia de acordo com a linha de crédito e o perfil de captação de cada banco - alguns, como a Caixa, são mais dependentes da poupança; outros dependem mais de contas correntes e letras de crédito, que têm custos diferentes.

Deixe seu comentário

Só para assinantes