BC chinês diz que melhorará estrutura de crédito e que usará ferramentas para manter liquidez

O Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) anunciou nesta sexta-feira, 5, que planeja melhorar a estrutura de crédito em 2024 e utilizar "uma variedade de ferramentas de política monetária" para manter níveis "razoáveis" de liquidez no sistema financeiro. "Vamos também garantir que a escala do financiamento social continue a crescer rapidamente ao longo do ano", pontuou o banco central, em comunicado divulgado após conferência realizada entre o dias 4 e 5 de janeiro.

Estes objetivos fazem parte de um plano definindo dez metas do BC chinês para 2024. Entre outras medidas, o PBoC reforçou o compromisso de manter a estabilidade do yuan - facilitando o uso da moeda em transações internacionais - e em ampliar a abertura de alguns setores da economia chinesa, por exemplo, facilitando a participação de estrangeiros no mercado de títulos.

O banco central afirmou ainda que irá orientar instituições financeiras para "utilizarem racionalmente a reestruturação de dívida, substituição e outros meios" para apoiar a resolução de riscos.

O PBoC também ressaltou que fortalecerá o monitoramento e a análise de operações no mercado imobiliário, além de promover uma série de iniciativas de apoio ao setor.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes