Taxas de juros mais curtas sobem com IPCA acima do previsto e longas ficam estáveis

A manhã desta quinta-feira, 11, de desinclinação da curva de juros, com alta dos curtos e médios após o IPCA subir 0,56% em dezembro e ficar acima do teto das estimativas do Projeções Broadcast (0,55%). A taxa de 2023 foi de 4,62%, acima da mediana das previsões, que era de 4,55%. Os juros longos operam estáveis, em meio ao recuo dos retornos dos Treasuries.

Às 9h15 desta quinta-feira, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2025 subia para 10,175%, de 10,138%, e o para janeiro de 2027 subia para 9,940%, de 9,906% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2029 ia para 10,285%, de 10,280% no ajuste de quarta-feira.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes