Alta em serviços em novembro sucede 3 meses de quedas, quando houve perda de 2,2%, mostra IBGE

O avanço de 0,4% nos serviços em novembro ante outubro de 2023 interrompeu uma sequência de três meses seguidos de quedas, quando o setor acumulou uma perda de 2,2%, na série com ajuste sazonal. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

"Esse 0,4% de novembro recupera apenas uma pequena parcela dessa perda de 2,2%", frisou Rodrigo Lobo, gerente da pesquisa do IBGE.

O pesquisador pondera que o resultado de novembro ainda coloca o setor em patamar bem acima do pré-pandemia, 10,8% além do nível em que operava em fevereiro de 2020.

De janeiro a novembro de 2023, o setor de serviços acumulou avanço de 2,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. O setor deve encerrar o ano de 2023 com o terceiro crescimento anual consecutivo.

Após a queda de 7,8% vista em 2020, provocada pelo choque da crise sanitária, houve expansão de 10,9% em 2021 e de 8,3% em 2022.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes