Para Fiesp, política industrial demonstra que governo reconhece importância da indústria

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) avalia que o lançamento da nova política industrial demonstra o reconhecimento do governo federal da importância da indústria de transformação no objetivo de colocar a economia brasileira entre as maiores do mundo. "E isso deve ser aplaudido", comenta a entidade em nota sobre o anúncio feito nesta segunda-feira, 22, em Brasília, que prevê R$ 300 bilhões ao financiamento da reindustrialização até 2026.

A Fiesp coloca-se à disposição para colaborar, destacando, em seu comentário, que está pronta para trabalhar com o governo e ajudar a implementar as políticas anunciadas, além de outras que visem a fazer novamente da indústria de transformação "a locomotiva do desenvolvimento nacional".

"Uma indústria de transformação forte, inovadora, sustentável e competitiva é fundamental para que o Brasil deixe de ser uma economia de renda média e se transforme em um país desenvolvido, resolvendo nossos problemas econômicos e sociais", assinala a Fiesp.

A entidade patronal frisa ainda que vários países estão retomando políticas industriais e o Brasil não pode ficar para trás.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes