Ouro fecha em baixa, mas resiste acima da marca psicológica de US$ 2 mil a onça-troy

O contrato mais líquido do ouro fechou nesta quarta-feira, 24, com perdas, em dia negativo para ativos de segurança, que caíram em meio à alta das bolsas de Nova York e da Europa. Ainda assim, a commodity permaneceu negociada acima dos US$ 2 mil por onça-troy, em um momento "de poucas mudanças", como escreve o Bannockburn em nota a clientes.

Na Comex, divisão para metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para fevereiro de 2024 fechou com queda de 0,48%, a US$ 2.025,80 por onça-troy.

O analista da Oanda Craig Erlam destacou em comentário nesta quarta-feira que o ouro tem demonstrado instabilidade atípica nas últimas quatro sessões, mas que no agregado estas oscilações têm feito pouca diferença para o preço do metal, que resiste acima da merca psicológica de US$ 2 mil.

Enquanto isso, a Marex destaca que a fraqueza do dólar e dos rendimentos do Tesouro dos EUA continuaram sustentando o ouro em patamar elevado.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes