PMI composto da zona do euro sobe a 47,9 em janeiro, apoiado por indústria

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto da zona do euro, que engloba os setores industrial e de serviços, subiu de 47,6 em dezembro para 47,9 em janeiro, atingindo o maior nível em seis meses, segundo dados preliminares divulgados nesta quarta-feira, 24, pela S&P Global em parceria com o Hamburg Commercial Bank.

O resultado, porém, ficou ligeiramente abaixo da expectativa de analistas consultados pela FactSet, que previam aumento do PMI composto a 48. Além disso, a leitura abaixo de 50 sinaliza que a atividade econômica do bloco se mantém em contração.

Apenas o PMI industrial da zona do euro avançou de 44,4 para 46,6 no mesmo período, tocando o maior patamar em 10 meses. O consenso da FactSet era de alta bem menor, a 44,8. O PMI de serviços do bloco, por outro lado, diminuiu de 48,8 em dezembro para 48,4 em janeiro. Neste caso, a previsão era de leve avanço, a 49.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes