Bolsas da Ásia fecham mistas, com chinesas estendendo ganhos após iniciativas de Pequim

Por Sergio Caldas*

São Paulo, 07/02/2024 - As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta quarta-feira, com as chinesas estendendo ganhos ainda em reação a iniciativas de Pequim para conter perdas nos mercados acionários locais.

Na China continental, o índice Xangai Composto subiu 1,44%, a 2.829,70 pontos, ampliando ganhos de ontem depois de uma sequência de seis pregões negativos. O menos abrangente Shenzhen Composto avançou 1,47%, a 1.528,91 pontos.

Ontem, um grande fundo de investimento e o regulador de valores mobiliários da China se mobilizaram na tentativa de resgatar as bolsas do país, que vinham acumulando fortes perdas em meio a preocupações com a fragilidade da recuperação da segunda maior economia do mundo.

Houve relatos também de que o presidente da China, Xi Jinping, se reuniria com reguladores para discutir a recente turbulência nos mercados, mas ainda não há confirmação do encontro.

Em outras partes da Ásia, o Hang Seng caiu 0,34% em Hong Kong hoje, a 16.091,89 pontos, depois de saltar mais de 4% na sessão anterior com a sinalização de apoio de Pequim, e o japonês Nikkei recuou 0,11% em Tóquio, a 36.119,92 pontos, com quedas em ações de tecnologia e de maquinário, enquanto o sul-coreano Kospi garantiu alta de 1,35% em Seul, a 2.611,02 pontos, graças ao bom desempenho de papéis dos setores de transporte marítimo, automotivo e de baterias.

Em Taiwan, a bolsa seguiu fechada pelo segundo dia consecutivo devido a um feriado.

Na Oceania, a bolsa australiana se recuperou depois de ficar no vermelho por dois pregões seguidos, com a ajuda de ações de mineradoras. O S&P/ASX 200 avançou 0,45% em Sydney, a 7.615,80 pontos.

Contato: sergio.caldas@estadao.com

*Com informações da Dow Jones Newswires

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes