Economia evitará recessão em 2024 e 2025, mas precisará de impulso, diz presidente do Eurogrupo

O presidente do grupo de ministros de Finanças da zona do euro (Eurogrupo), Paschal Donohoe, afirmou nesta segunda-feira, 11, que a economia europeia evitará uma recessão nos próximos dois anos, mas precisará de impulso para acelerar ritmo de expansão.

Em entrevista à Bloomberg TV, Donohoe projetou que a zona do euro crescerá entre 0,5% a 0,8% em 2024, acelerando a 1,5% em 2025. "Nossos esforços para conter a inflação estão funcionando, enquanto o desemprego continua em nível baixo e vemos avanço na atividade econômica", afirmou.

Contudo, o presidente do Eurogrupo expressou insatisfação com o ritmo lento do crescimento e apontou a necessidade de medidas para impulsioná-lo no longo prazo, como o plano de união do mercado de capitais da zona do euro.

Questionado sobre a iniciativa, Donohoe afirmou estar otimista sobre uma aprovação geral do plano de mercado de capitais ainda nesta segunda-feira, até o final do dia. "Há um consenso entre os ministros sobre a necessidade de ampliar os investimentos na zona do euro", pontuou, acrescentando que as ideias em discussão nesta segunda-feira poderão ser implementadas até 2025.