Primeiro trimestre é o melhor da série histórica em abertura de mercados para o agronegócio

O primeiro trimestre de 2024 é o mais bem-sucedido da série histórica em termos de aberturas de novos mercados para o agronegócio brasileiro, conforme levantamento do Ministério da Agricultura e Pecuária. Os números mensais foram: março com 10 novos mercados em sete países; fevereiro com sete mercados em seis países; e janeiro com nove mercados em cinco países.

Em relação aos números do trimestre, apenas em 2021 se chegou perto do alcançado neste ano, quando foram totalizados 20 mercados em 9 países, disse o ministério em nota.

Desde o início do ano, somam-se 26 novos mercados abertos em 18 países, alcançando um total de 104 desde o começo de 2023, período em que se iniciou o terceiro mandato do presidente da República. Luiz Inácio Lula da Silva, e a gestão do ministro Carlos Fávaro no Ministério da Agricultura e Pecuária.

As aberturas de 2024 já contemplam todos os continentes: África (África do Sul, Botsuana, Egito, Omã e Zâmbia); Ásia (Arábia Saudita, Filipinas, Índia, Paquistão e Cingapura); Europa (Grã-Bretanha e Rússia); Oceania (Austrália); e Américas (Canadá, Costa Rica, El Salvador, Estados Unidos e México).

Os registros das aberturas não contemplam apenas a venda de produtos tradicionais dos quais o Brasil já é um grande exportador, como carnes e complexo soja, mas de diversos produtos agropecuários, como pescados; sementes; gelatina e colágeno; ovos; produtos de reciclagem animal; açaí em pó; café verde; e embriões e sêmen.