Bolsas

Câmbio

QS apresenta as 250 melhores escolas de negócios do mundo

QS Quacquarelli Symonds

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

LONDRES, 12 de janeiro de 2017 /PRNewswire/ -- A QS Quacquarelli Symonds divulgou hoje o Relatório Global da QS sobre as 250 Escolas de Negócios de 2017 . A análise reconhece as melhores instituições com base em empregabilidade e padrões acadêmicos em todas as principais regiões do mundo e as classifica em quatro quadrantes. As escolas que se destacam em ensino, pesquisa e empregabilidade são colocadas no quadrante "Global Elite".

Logo: http://photos.prnewswire.com/prnh/20140618/691283

Escolas que se destacam em ensino e produção de pesquisa importante são colocadas no quadrante "Top-Tier Research". As escolas que se destacam em empregabilidade são colocadas no quadrante "Top-Tier Employability". As demais instituições são colocadas no quadrante de nível médio ou "Superior". Contribuíram para a análise própria da QS 12.125 empregadores de mestres em administração de empresa (MBA) e 8.376 acadêmicos.

As principais descobertas foram:

América do Norte

A Harvard Business School se mantém como melhor provedora na América do Norte de mestrado em administração de empresas, com base em empregabilidade e padrões acadêmicos; A Wharton School se classifica em 2o lugar regionalmente em desempenho acadêmico e em 3º lugar regionalmente em empregabilidade de formandos em mestrado de administração de empresas; A Graduate Business School da Universidade de Stanford se classifica em 2º lugar regionalmente em empregabilidade e 3º lugar regionalmente em desempenho acadêmico; No total, 22 escolas norte-americanas se colocam no quadrante "Global Elite", que contêm as provedoras de mestrado em administração de empresa que obtêm pontuações excepcionais em desempenho acadêmico e empregabilidade de diplomados. Delas, 18 são americanas e quatros são canadenses. Europa  

A London Business School se mantém como melhor escola de negócios da Europa; A INSEAD da França se classifica em 2º lugar nos dois indicadores; A HEC Paris se classifica em 3o lugar em empregabilidade de formandos; a Judge Business School da Universidade de Cambridge segue a LBS e a INSEAD em prestígio acadêmico; Das instituições europeias, 16 entram no quadrante "Global Elite". Esse grupo é composto de escolas de negócios da França (3), Alemanha (1), Itália (1), Holanda (1), Espanha (2), Suíça (2) e Reino Unido (6). Região da Ásia e do Pacífico

A região da Ásia e do Pacífico ostenta cinco instituições no quadrante "Global Elite": duas de Cingapura, duas da Austrália e uma da Índia; O campus-satélite da INSEAD em Cingapura lidera a região em empregabilidade; ela é seguida pela AGSM MBA Programs (Universidade de New South Wales) e pela Melbourne Business School (Universidade de Melbourne); A escola de negócios de Cingapura também é a melhor da região em desempenho acadêmico: a NUS Business School (Universidade Nacional de Cingapura); a Melbourne Business School se classifica em 2º lugar, enquanto a AGSM MBA Programs se classifica em 3º lugar. América Latina  

Duas escolas de negócios latino-americanas se juntam às 45 escolas "Global Elite": a EGADE Business School e a Pontificia Universidad Católica de Chile. Outras observações  

A GSB da Universidade da Cidade do Cabo lidera a região do Oriente Médio e da África nos dois indicadores. O relatório completo pode ser encontrado aqui .

To view the original version on PR Newswire, visit: http://www.prnewswire.com/news-releases/qs-apresenta-as-250-melhores-escolas-de-negocios-do-mundo-300390696.html

FONTE QS Quacquarelli Symonds

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos