Bolsas

Câmbio

Ouça o Giro UOL Economia com os destaques desta terça, 30 de agosto

Do UOL, em São Paulo

Mercado financeiro
 
A Bolsa fechou praticamente estável, com leve queda de 0,06%, com 58.575,42 pontos. Ainda assim, Bovespa acumula valorização de 2,21% no mês e de 35,12% no ano.
 
No mercado de câmbio, o dólar subiu 0,24%, cotado em R$ 3,24, depois de ter caído 1,21% na véspera.
 
Leia mais
 

 

Copom e a Selic

O Comitê de Política Monetária do Banco Central começaram hoje uma reunião de dois dias para definir a taxa básica de juros. Esse é o sexto encontro do Copom neste ano.

A tendência é que a Selic seja mantida em 14,25% ao ano. A taxa está neste patamar desde julho do ano passado. É o período mais longo de estabilidade desde que o regime de metas de inflação foi implantado, em 1999.

Leia mais

 

Sem pedaladas

As contas do governo federal tiveram saldo negativo de R$ 18,6 bilhões em julho. Isso representa um aumento de 140% em relação ao deficit do mesmo mês do ano passado, já descontada a inflação do período.

No mês passado, o Tesouro Nacional fez o pagamento semestral de subsídios para os bancos públicos no valor de R$ 9,2 bilhões. Desde o início do ano, o governo adotou a regra de fazer dois pagamentos ao ano para acabar com as chamadas "pedaladas fiscais".

Leia mais



Reforma trabalhista
 
A equipe do presidente em exercício Michel Temer prepara uma reforma trabalhista que prevê a criação de duas novas modalidades de contrato de trabalho: o parcial e o intermitente. No contrato parcial, a jornada ocorre em dias e horas definidos. Por exemplo, a pessoa pode trabalhar em um bar só nos fins de semana. Para técnicos, esse tipo de contrato beneficiaria estudantes e aposentados que precisam complementar a renda.
 
O trabalho intermitente é acionado pelo empregador conforme a necessidade. Serve por exemplo para donos de buffet que precisam contratar uma equipe apenas quando houver festas. A reforma trabalhista vai ser uma das prioridades do eventual novo governo, ao lado da reforma previdenciária caso de o impeachment de Dilma Rousseff seja aprovado no Senado.

Leia mais
 


De olho no prazo do abono

Acaba amanhã o prazo para sacar os R$ 880 de abono salarial referente a 2014. Mais de 1 milhão de pessoas ainda não foram atrás do benefício, de acordo com o Ministério do Trabalho.

Depois do fim do prazo, os recursos voltam para o Fundo de Amparo ao Trabalhador, e quem não sacou perde o direito ao dinheiro. O governo já prorrogou o prazo uma vez e não deve ser estendido novamente.

Leia mais



Desemprego sobe
 
O desemprego no país atingiu, em média, 11,6% da população no trimestre de maio a julho, e o número de desempregados no Brasil chegou a 11,8 milhões de pessoas.

O resultado subiu em relação ao registrado no trimestre anterior. De fevereiro a abril deste ano, o total de desempregados era de 11,4 milhões.  Os dados foram divulgados pelo IBGE.
 
Leia mais

 
 
Apple multada
 
A Comissão Europeia, braço executivo da União Europeia, aplicou uma multa de 13 bilhões de euros (R$ 47 bilhões) à Apple.
 
A comissão considera que a empresa americana de tecnologia recebeu incentivos fiscais ilegais para pagar menos impostos ao governo irlandês do que outras firmas.
 
A investigação levou três anos, e a decisão pode tensionar ainda mais as discussões entre União Europeia e EUA sobre a regulação de impostos.
 
Leia mais

 
Agenda

Amanhã acaba a reunião do Comitê de Política Monetária para decidir o novo patamar da taxa básica de juros da economia, a Selic.

O IBGE vai divulgar os dados do PIB do segundo trimestre. A estimativa é que seja confirmada uma retração de 0,53% da economia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos