Bolsas

Câmbio

Ouça o Giro UOL Economia com os destaques desta quarta, 05 de outubro

Vinícius Garcia

Do UOL, em São Paulo

Mercado em movimento

A Bovespa fechou em alta de 1,54%, com 60.254, 43 pontos. Esse é o maior valor de fechamento da Bolsa desde 5 de setembro de 2014. A alta foi puxada pelo desempenho positivo das ações da Vale, da Petrobras e dos bancos.

O dólar comercial teve queda de 1,1%, cotado em R$ 3,219. De acordo com especialistas, a queda de hoje foi um movimento de ajuste por causa da alta de 1,54% de ontem.

Leia mais

 

Contas de Dilma rejeitadas

O Tribunal de Contas da União rejeitou por unanimidade as contas da gestão da ex-presidente Dilma em 2015. O TCU apontou que o governo Dilma descumpriu a Lei de Responsabilidade Fiscal pelo segundo ano seguido.

As contas vão para votação no Congresso. A penalidade prevista para Dilma é perder os direitos políticos.

Leia mais

 

Galgando posição

O Brasil vai voltar a ter a 8ª maior economia do mundo em 2017. É o que aponta o FMI. Para o fundo, o crescimento da economia no ano que vem e a freada da alta do dólar vão contribuir para a subida de posição.

O Brasil está na nona colocação e deve passar a Itália e se manter na posição até pelo menos 2021. O fundo estima que o PIB do país seja de US$ 1,95 trilhão em 2017.

Leia mais

 

Ajuste complicado

O ajuste necessário para que o Brasil retome o crescimento é complicado porque os juros altos e o deficit fiscal estão ligados. Essa é a avaliação de Augusto de la Torre, economista-chefe do Banco Mundial para a América Latina e Caribe.

A boa notícia é que a América do Sul dá sinais de recuperação econômica depois de cinco anos de queda. O Banco Mundial subiu as projeções de crescimento do Brasil de uma contração de 4% para 3,2% em 2016. Para 2017, a previsão era de recuo de 0,2%, e agora é de expansão de 1,1%.

Leia mais
 

Reforma já?

Um em cada dois brasileiros em idade ativa vai estar apto a se aposentar em 2060. O estudo foi divulgado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, a OCDE. De acordo com o relatório, a proporção de pessoas com 65 anos ou mais vai passar dos atuais 13 para 49 em cada 100 trabalhadores.

O cenário aumenta a pressão para a aprovação da reforma da Previdência. Para a OCDE, se nada for feito, o deficit previdenciário tende a aumentar.

Leia mais
 

Mutirão no Trabalho

O serviço de agendamento para emitir carteiras de trabalho teve uma falha hoje. O problema fez com que os postos de atendimento do Ministério do Trabalho fizessem um mutirão por todo o país.

Com a falha, os trabalhadores vão poder fazer o pedido sem ter que fazer o agendamento durante todo o mês de outubro. As pessoas que já estiverem com os horários agendados podem comparecer na data prevista normalmente. Mais informações podem ser consultadas no site trabalho.gov.br.

Leia mais
 

Agenda econômica

Na agenda econômica, o IBGE divulga amanhã a produção agrícola de setembro.

Já a Comissão Especial da Câmara vota o relatório sobre a PEC que limita os gastos públicos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos