PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Estagiário cria polêmica com posts antifeministas no Facebook e é demitido

Reprodução/Facebook
Imagem: Reprodução/Facebook

Colaboração para o UOL, em São Paulo

08/02/2017 18h08

Um estagiário de engenharia publicou, nos últimos dias, dois posts no Facebook que não só custaram seu emprego, mas também fizeram a empresa onde trabalhava ter que prestar esclarecimentos públicos. Nos posts, ele descreve seu trabalho, ao mesmo tempo em que ironiza o movimento feminista.

A repercussão negativa nas redes sociais foi tanta que a construtora e imobiliária Cantareira, de Maringá (PR), postou a mensagem a seguir e comunicou que ele "não faz mais parte da equipe".

Em um dos posts, publicado em 7 de fevereiro, o estagiário aparece ao lado de uma obra com a legenda: "Analisando um projeto hidrossanitário da rede de esgoto por onde vai passar os argumentos das feministas, aborteiras, etc".

No outro, de 31 de janeiro, ele publicou uma selfie ao lado de um caminhão de cimento e escreveu: "Procurando alguma feminista para ajudar a descarregar... Direitos iguais até chegar a carga de cimento".

O que ele não imaginava é que seus posts chegariam longe. Internautas revoltados com as mensagens do estagiário começaram a protestar nos comentários da fanpage da construtora. Um dos posts que o denunciou chegou a ter 20 mil compartilhamentos em pouco mais de duas horas.

Veio o comunicado da construtora, mas o estagiário não recuou. Em seu perfil no Facebook, ele escreveu o seguinte nesta quarta-feira: "Até algumas horas atrás eu estagiava em uma construtora na qual o dono é um Dep. Federal de esquerda, que foi um dos 12 que votou para punir juízes, e contra a lava jato, houve uma conversa para que eu apagasse os posts que bem humorados foram feitos durante o tempo que lá estagiava enquanto trabalhava com salário atrasado 3 meses. hoje me disvinculo [sic] de uma empresa que esta usando a popularidade dos meus posts pra se promover; Censurado por uma Opinião divergente. Sigo firme na defesa da verdade".

Logo em seguida ao post de esclarecimento, a construtora publicou uma montagem de exaltação às mulheres.

Um dos seguidores publicou nos comentários a imagem de uma conversa com a empresa via Facebook, em que a construtora promete tomar medidas judiciais em relação ao caso.

Resposta de empresa a internauta que questionou sobre posts ofensivos de estagiário - Reprodução/Facebook - Reprodução/Facebook
Imagem: Reprodução/Facebook