Bolsas

Câmbio

Petrobras

Preço do gás de cozinha sobe 9,8% nesta terça

Do UOL, em São Paulo

Entrou em vigor nesta terça-feira (21) o aumento de 9,8% no preço do gás de cozinha vendido em botijões de até 13 kg. O aumento, anunciado pela Petrobras na semana passada, se refere ao preço nas refinarias.

Se a alta for repassada integralmente ao consumidor, a companhia estima que o botijão de gás pode subir 3,1%, ou cerca de R$ 1,76 por botijão, isso se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos.

O aumento do preço nas refinarias pode ou não se refletir no preço final ao consumidor, de acordo com a Petrobras. Isso dependerá de repasses feitos especialmente por distribuidoras e revendedores.

O último reajuste no preço do gás de cozinha pela Petrobras havia sido feito em 1º de setembro de 2015. O aumento no valor anunciado não se aplica ao gás destinado a uso industrial, informou a estatal.

Subsídio reduzido

A Petrobras, dona de praticamente 100% do abastecimento do gás de cozinha no mercado nacional, já vinha preparando o aumento do insumo há algum tempo, segundo reportagem do jornal "O Estado de S. Paulo" publicada na semana passada.

A diretoria da estatal entende que é preciso reduzir o subsídio dado ao gás de cozinha, que segurou o preço do insumo nas refinarias, enquanto as distribuidoras reajustavam o preço livremente no mercado. Com isso, o consumidor final era impactado, mas a receita da Petrobras não aumentava.

Ao aumentar o custo nas refinarias, a estatal espera recuperar ao menos uma parte do preço, em razão da defasagem acumulada nos últimos anos, não apenas com a inflação, mas do próprio valor praticado pelo mercado.

(Com agências)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos