Bolsas

Câmbio

Lula, cheddar e repolho: conheça gírias para dinheiro ao redor do mundo

Do UOL, em São Paulo

  • Arte/UOL

Alguém já ofereceu lula, cheddar ou repolho como troco a você? Se isso acontecer quando estiver viajando para fora, não se assuste ou fique indignado. É quase certo que você vai receber moedas e notas mesmo, e não comidas ou animais, dependendo do país.

Assim como no Brasil, diversos países têm expressões populares para se referir ao dinheiro. Algumas dessas gírias são bem curiosas. O site do Reino Unido Giffgaff Money reuniu exemplos. Confira.

Animais

Aparentemente diversas culturas gostam de relacionar economia com animais.

No Reino Unido, por exemplo, "lulas" (squids) é gíria para dinheiro. Alemães podem chamar de "mosquitos" (mücken).

Na Dinamarca, 100 coroas são chamadas de "cão". Isso porque o hundrede (cem, em dinamarquês) é encurtado para hund (cachorro). O mesmo acontece com 1.000 coroas, também chamadas de "sapo" (o tusind de 1.000 vira tudse, de sapo).

Uma nota de 20 dólares australianos pode ser chamada de "lagosta vermelha" (red lobster) pelos moradores do país da Oceania, por causa da cor da cédula.

A cor também acabou determinando o apelido das notas de 5 dólares australianos (pink lady, "dama rosa", porque, além da cor, tem a imagem da rainha Elizabeth 2ª) e de 10 dólares australianos (chamada de blue swimmers, que é um tipo de siri da região cujo nome pode ser traduzido, literalmente, como "nadadores azuis").

Nos EUA, dinheiro pode ser chamado de clams (uma tradução possível é "marisco").

Comida

Os norte-americanos ainda se referem ao dinheiro como cheddar (aquele tipo de queijo) ou dough (que significa massa, como de um biscoito ou bolo).

Nesse caso, eles seguem outra tendência aparentemente internacional, que é de ligar o bolso à comida.

Na Rússia, por exemplo, "repolho" ou "limão" são gírias para dinheiro. Na Espanha, pode ser "pasta", como a de macarrão, mesmo.

Na Noruega, você pode ganhar em "cereais" (gryn). Agora, se forem 1.000 coroas norueguesas, aí estará pagando um "lençol" (laken).

Aço, carvão e cascalho

Os noruegueses ainda podem se referir ao dinheiro como "aço" (stål).

Voltando aos alemães, eles também usam "carvão" (kohle) e "cascalho" (schotter). Ambas as formas também foram empregadas no Brasil no passado.

E no Brasil...

Já que estamos falando das gírias brasileiras, por aqui não faltam formas de se referir à popular grana: tutu, arame, dindim, mangos, barão, cobre, cacau, erva, pila, tostão, bufunfa, prata...

Recentemente, o povo começou a usar até figuras políticas na brincadeira. Não era raro ouvir gente usando "dilmas", como sinônimo de real, durante o governo da ex-presidente. Agora, alguns falam em "temers".

E na sua região, quais são as gírias sobre o dinheiro? Escreva nos comentários.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos