IPCA
0.75 Mar.2019
Topo

Mídia e Marketing


Com Ronaldo, Snickers provoca e diz que "futebol americano não é futebol"

Renato Pezzotti

Colaboração para o UOL, em São Paulo

2019-02-04T18:16:45

04/02/2019 18h16

A noite de domingo (3) marcou o sexto título do New England Patriots no Super Bowl, partida que coroa o campeão da temporada 2018/19 da NFL, principal campeonato de futebol americano nos Estados Unidos. O evento tem o intervalo comercial mais caro do mundo: anunciantes desembolsaram mais de US$ 5,2 milhões por uma propaganda de 30 segundos. Por isso, é normal que as marcas tentem entrar na conversa sobre a partida.

Pelo menos aqui no Brasil, a Snickers, marca de chocolates da Mars, entrou no jogo de uma maneira divertida: fez polêmica sobre o nome do esporte.

O pontapé inicial da ação contou com um post do ex-jogador Ronaldo Nazário: "Alguém pode me explicar por que chamam esse esporte de futebol se isso não é uma bola e não jogam com o pé?", escreveu, junto com a hashtag #futebolsqn (futebol, só que não).

Criada pela agência AlmapBBDO, a ação contou com a participação de outras personalidades, como o ex-jogador Denilson e o apresentador Milton Neves. Segundo a empresa, a iniciativa alcançou cerca de 6 milhões de pessoas em menos de uma hora.

Durante a transmissão da partida, realizada pela ESPN no Brasil, a marca explicou a ação em três diferentes comerciais, estrelados pelo humorista Mauricio Meirelles. Veja um deles:

Comerciais enfatizam o humor

Os fãs não esperam a partida apenas para acompanhar o esporte. Além do show do intervalo --este ano, estrelado pelo Maroon 5--, os comerciais exibidos no canal de TV CBS, nos EUA, chamam a atenção do público por incluírem pré-lançamentos de filmes e provocações entre marcas.

Neste ano, segundo análise do jornal "Wall Street Journal", os comerciais enfatizaram o humor. Entre os exemplos, o da marca de cerveja Stella Artois com Sarah Jessica Paker e Jeff Bridges retomando seus personagens em "Sex & The City" e "O Grande Lebowski", respectivamente; os Backstreet Boys e Chance the Rapper cantando juntos para promover os salgadinhos Doritos, da PepsiCo, e Christina Applegate dando uma bronca em M&Ms sentados no banco traseiro de seu carro, para a marca de chocolates da Mars. 

Entre os trailers, destaque para Toy Story 4, Vingadores: Ultimato e Capitã Marvel (veja a lista completa dos pré-lançamentos). Já a marca de cerveja Bud Light fez uma participação especial no comercial que divulgou a temporada final da série Game of Thrones, da HBO.

Segundo o site Advertising Age, o Super Bowl LIII deve arrecadar mais de US$ 380 milhões em publicidade, segundo estimativa preliminar da Kantar Media. Este seria o terceiro maior faturamento da história, atrás apenas das partidas de 2017 e 2018.

Mais Mídia e Marketing