IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Dívida de empresas com ações na Bolsa chega a R$ 909 bi, a maior desde 2000

Ricardo Marchesan

Do UOL, em São Paulo

28/05/2019 13h08

O total da dívida de 240 empresas com ações negociadas na Bolsa brasileira chegou a R$ 909 bilhões no primeiro trimestre, segundo levantamento da empresa de informações financeiras Economatica. Esse é o maior volume registrado no período analisado, entre o ano 2000 e o primeiro trimestre de 2019.

A partir de 2016, o endividamento das empresas dessa amostra vem crescendo continuadamente, indica o levantamento. O número desconsidera a dívida da Petrobras, porque o grande volume distorce a amostragem, segundo a Economatica.

Petrobras é mais endividada

A Petrobras é a empresa com maior dívida bruta entre as empresas brasileiras de capital aberto: chegou a R$ 413,1 bilhões em março deste ano.

Segundo o levantamento, a dívida da empresa no primeiro trimestre cresceu 26,4% em comparação a dezembro do ano passado.

Confira as cinco empresas mais endividadas:

  • Petrobras: R$ 413,1 bilhões
  • Vale: R$ 73,3 bilhões
  • Suzano: R$ 64,8 bilhões
  • JBS: R$ 56,2 bilhões
  • Eletrobras: R$ 55,5 bilhões

O setor de Energia Elétrica tem cinco empresas entre as 20 mais endividadas da Bolsa.

Petróleo e gás é setor com maior dívida

Na análise por setor, o de petróleo e gás lidera entre os 23 listados, com R$ 447,6 bilhões de dívida bruta. O número fica praticamente por conta da Petrobras. Sem a empresa, a dívida do setor cai para R$ 34,5 bilhões.

Na sequência estão:

  • energia elétrica (R$ 234,5 bilhões)
  • alimentos e bebidas (R$ 111,9 bilhões)
  • papel e celulose (R$ 85,8 bilhões)
  • mineração (R$ 73,4 bilhões)

Basta cavar para achar petróleo?

UOL Notícias

Economia