PUBLICIDADE
IPCA
0,36 Jul.2020
Topo

Em 2 meses, vendas por delivery têm alta de 85% nos supermercados do RJ

19.mar.2020 - Mulher com máscara de proteção faz compras em supermercado do Rio de Janeiro - Herculano Barreto Filho/UOL
19.mar.2020 - Mulher com máscara de proteção faz compras em supermercado do Rio de Janeiro Imagem: Herculano Barreto Filho/UOL

Do UOL, em São Paulo

21/05/2020 08h19

As vendas em supermercados do Rio de Janeiro nos dois primeiros meses de pandemia do novo coronavírus tiveram um crescimento de mais de 15% comparado ao mesmo período do ano passado. Com relação às vendas por delivery, elas fecharam em alta de quase 85%.

Os dados foram divulgados ontem pela Associação de Supermercados do Rio de Janeiro (Asserj). Os números mostram que o setor é um dos poucos que se mantém aquecido desde o início das medidas de isolamento social.

O movimento nas lojas físicas teve queda de 11% no segundo mês de isolamento social (12 de abril a 11 de maio) na comparação com o primeiro mês da pandemia. Por outro lado, as compras pela internet dispararam. As redes registraram uma alta de 94% nos pedidos online comparado mês anterior.

Comparadas ao primeiro mês, as vendas tiveram queda de 4% no segundo mês da pandemia, o que era esperado pela entidade.

"A queda de movimento era esperada no segundo mês porque muita gente correu para os supermercados assim que o isolamento começou, com medo de um possível desabastecimento", diz Fábio Queiroz, presidente da Asserj. No primeiro mês, as vendas cresceram 21%.

Com relação às oportunidades de trabalho, foram criados 2000 novos postos, segundo a entidade. Neste mesmo período, 12% dos colaboradores foram afastados com sintomas da covid-19 ou foram afastados por fazerem parte do grupo de risco.