PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Quanto Custa

Quanto custa um chá de revelação com fumaça colorida como fez Alok?

divulgação
Imagem: divulgação

Larissa Coldibeli

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/08/2020 04h00

A descoberta do sexo do bebê virou um verdadeiro evento nas famílias, mas o casal formado pelo DJ Alok e a médica Romana Novais conseguiu levar a celebração a outro patamar: foi com fumaça colorida saindo do topo do prédio em frente que eles descobriram que serão pais de uma menina.

Na internet, teve gente que criticou o chá de revelação pela ostentação. Apesar dos 'haters', uma coisa é certa: a família inovou na festa. Empresas de eventos e administradoras de condomínios ouvidas pelo UOL disseram que nunca viram nada parecido. O orçamento para um evento similar vai de R$ 3.500 a R$ 12 mil.

Liberação do condomínio

Justamente pelo ineditismo, quem pretende fazer uma festa assim pode enfrentar alguns obstáculos. Primeiro, é necessário conversar com a administração do imóvel em que gostaria de instalar os equipamentos de fumaça colorida para saber se eles disponibilizam o topo do prédio para isso.

Segundo Rodrigo Lemgruber, diretor da administradora de condomínios ADQ, trata-se de uma área comum e voltada para segurança dos edifícios. "Se há um incêndio, por exemplo, quem estiver em andares acima do fogo pode ir de escadas até o topo esperar pelo socorro", exemplificou.

Por isso, não é comum que seja liberada para eventos. "Por ser uma questão estranha ao cotidiano condominial, uma demanda desse tipo precisa ser analisada caso a caso pelo síndico, pela administração e pelos condôminos", afirmou.

Em alguns casos, o uso do espaço pode ser impossível por questões técnicas, a depender da estrutura do local. Há prédios que alugam o topo para a instalação de antenas de telefonia, o que seria um impeditivo.

"Normalmente, os prédios têm seus espaços locáveis previstos na convenção do condomínio, e o telhado certamente não vai estar classificado como tal. Então, a princípio, se houver viabilidade técnica, a administração pode autorizar o uso sem custo", disse Lemgruber.

Efeitos especiais

No vídeo divulgado nas redes sociais, é possível perceber que um som faz o casal olhar para o prédio da frente e ver o efeito especial da fumaça.

De acordo com o Grupo MM, empresa de eventos, não foram utilizados fogos, apenas estouro de fumaça no formato "torta de fogos". O custo estimado é de R$ 4.000.

"Para o uso de efeitos pirotécnicos quando se trata de um edifício, existe a necessidade de autorização e alvará. Há assessorias que cuidam dessas liberações ou a pessoa pode fazer por conta própria", disse Bruno Palanti, gerente de novos negócios do Grupo MM.

O custo da assessoria gira em torno de R$ 8.000, segundo o profissional. Considerando só a documentação, que envolve uma ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) emitida por engenheiro registrado no CREA e atestado de inflamabilidade, o custo cai para cerca de R$ 1.000. Assim, o valor pode variar de R$ 5.000 a R$ 12 mil.

Na Leblon Entretenimento, o valor dos efeitos especiais com a fumaça colorida cai para R$ 2.500, mais R$ 1.000 de documentações. Apesar de não ser uma prática comum, a empresa estima o aluguel do topo de um edifício entre R$ 3.000 e R$ 5.000. Então, o preço pode ir de R$ 3.500 (se o prédio não cobrar aluguel pelo espaço) até R$ 8.500.

É necessário considerar também a decoração e os comes e bebes da festa —lembrando que a aglomeração de pessoas não é recomendada em meio à pandemia.

No Grupo MM, a decoração custa em torno de R$ 5.000, e o bufê para 20 pessoas é estimado em R$ 3.000. Na Leblon Entretenimento, um café da manhã varia de R$ 45 a R$ 80 por pessoa, dependendo do cardápio escolhido.

Cuidado com o barulho na vizinhança

Apesar de não usar fogos convencionais, o barulho feito pelos efeitos especiais pode incomodar os vizinhos.

"Não podemos fazer de um momento inesquecível para uns, um pesadelo para outros. Como dito pelo próprio Alok, foi uma celebração ao nascer do sol, acordando a vizinhança, com certeza assustando os pets que têm pavor de barulho", alertou o síndico profissional e gestor condominial João Xavier.

Quanto Custa