PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Quanto custa viajar de avião particular, como o Gil do Vigor?

Phenom 300, jato da Embraer, da Líder Aviação - Divulgação
Phenom 300, jato da Embraer, da Líder Aviação Imagem: Divulgação

Maria Luiza Pereira

Colaboração para o UOL, em São Paulo

31/08/2021 04h00

Gilberto Nogueira - o Gil do Vigor, do BBB 21 - viralizou nas redes sociais após postar sua primeira viagem de avião particular. "A vitória do servo veio num jatinho exclusivo para mim", disse o ex-BBB em uma postagem no Instagram. O avião usado pelo economista, porém, não é um jatinho, já que possui hélices.

Quanto custa viajar de avião particular? E de jatinho? São muitas variáveis, mas tudo depende principalmente da rota e do modelo da aeronave que será usada. O UOL levantou os preços com duas empresas de fretamento de aviões particulares, que detalham como funciona o serviço de táxi aéreo no Brasil.

Na Líder Aviação, empresa de Belo Horizonte que está no ramo desde 1958, uma viagem somente de ida do Rio de Janeiro a São Paulo, custa entre R$ 21.768,00 e R$ 76.389, segundo a simulação. O preço varia conforme a aeronave: a mais barata, um Phenom 100, e a mais cara, um Learjet 45, ambos a jato.

A mais barata leva quatro pessoas e tem autonomia máxima de vôo de três horas. A mais cara, com ocupação máxima de nove passageiros, contém mais itens de conforto, como banheiro privativo e poltronas giratórias, além de ser ideal para viagens interestaduais e internacionais.

De acordo com a empresa, outras aeronaves também costumam ser usadas na ponte aérea, como a HondaJet, que tem capacidade para levar até cinco passageiros e custa R$ 22.711 e Phenom 300, que comporta até sete passageiros, no valor de R$ 24.330.

Pacote de horas

Um dos benefícios oferecidos para os clientes com usam muito o serviço é a contratação de um pacote de horas voadas. Na compra de horas antecipadas de voo, o usuário tem sempre uma aeronave à sua disposição, com custos mais baixos e valor fixo durante toda a validade do seu pacote.

"Ao contratar um voo executivo, a escolha da aeronave vai depender de uma série de fatores, como trajeto, conforto, tipo de pista para pouso e decolagem etc. São oferecidos aos clientes jatos, helicópteros e turbo-hélice. Entre os mais cotados em nossa empresa, estão os jatos HondaJet e Phenom 100 e 300", afirma Bruna Assumpção, diretora-superintendente de manutenção, fretamento e gerenciamento de aeronaves da Líder Aviação.

Honda Jet, jato da Líder Aviação - Divulgação - Divulgação
Honda Jet, jato da Líder Aviação
Imagem: Divulgação

Flapper tem opção de desconto

A Flapper, também de Belo Horizonte, está no mercado desde 2016 e trabalha com aviação executiva sob demanda e aluguel de jatos, helicópteros e voos compartilhados.

"O diferencial da companhia é que disponibilizamos assentos em voos de 'perna vazia', que são situações em que o avião decola sem ter passageiros a bordo. Esses assentos são vendidos por preços até 60% mais baixos do que os valores do mercado", diz o CEO da Flapper, Paul Malicki.

Os preços de aluguel de aviões variam de acordo com a categoria da aeronave. Numa das rotas mais curtas do Brasil, Fortaleza-Jericoacoara, os valores podem ir de R$ 9.840, voando num modelo turbo-hélice Cheyenne II de cinco assentos, até R$ 30 mil, voando de jatinho modelo CJ4.

Os valores para a rota São Paulo-Rio começam em R$ 22 mil, viajando no modelo Phenom 100, e podem chegar a R$ 97 mil, com a aeronave Embraer Preator 600.

O voo mais caro que a Flapper realiza é São Paulo-Ancara (Turquia), com o jato de luxo Global Express, que tem capacidade de percorrer os 10.872 km da viagem sem fazer nenhuma parada. O fretamento sai por R$ 1,46 milhão.

Helicópteros para alugar

No segmento de helicópteros, o voo fretado mais barato pela Flapper é o traslado entre Porto Seguro e Trancoso, que custa R$ 1.840, feito pela aeronave modelo econômico Robinson R44, que tem espaço para até três passageiros.

Tanto na Flapper quanto na Líder Aviação, é possível fazer uma reserva de voo por aplicativo ou pelo site.

Destinos mais comuns de aluguel

Interior do avião particular Phenom 100 da Líder Aviação - Divulgação - Divulgação
Interior do avião particular Phenom 100 da Líder Aviação
Imagem: Divulgação

Quando o assunto é aviação de negócios, as rotas mais comuns são entre Rio, São Paulo, Belo Horizonte e Brasília. A lazer, destinos como Angra dos Reis, RJ, e Trancoso, BA, são os mais procurados.

O aluguel na aviação executiva tem crescido após a pandemia de coronavírus. A Flapper diz que em 2020 a receita cresceu mais de 100% em comparação com o ano anterior.

PUBLICIDADE