PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Mídia e Marketing

O agro é pop? Movimento busca valorização do agronegócio brasileiro

Reprodução
Imagem: Reprodução

Renato Pezzotti

Colaboração para o UOL, em São Paulo

26/02/2021 11h28

Desde 2015, a campanha "Agro: A Indústria-Riqueza do Brasil", veiculada pela Rede Globo, busca sempre destacar algum aspecto relevante do agronegócio brasileiro para conectar o consumidor com o produtor rural.

Mesmo estando no intervalo de muitos dos principais programas da emissora, que cobre 98% do território nacional, grande parte dos consumidores torce o nariz quando se fala em agronegócio - principalmente quando se aborda o tema com viés político.

Um estudo recente da Associação Brasileira do Agronegócio (ABAG), feito em parceria com a ESPM, apontou que 40% dos brasileiros sequer sabem o que é agronegócio. Segundo o estudo, 53% dos entrevistados acreditam que falta informação sobre o setor no Brasil e 87% dos entrevistados acham que o agronegócio precisa contar mais sobre a sua história.

Pensando nisso, entidades de classe como a própria ABAG, ao lado da ABMRA (Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio), lançaram nesta semana o movimento de comunicação "Todos a Uma Só Voz". A iniciativa surgiu a partir de um estudo produzido pela agência RV Mondel e já tem a adesão de mais de 10 associações do setor. A ação também tem patrocínio da Croplife Brasil.

"Cabe ao agronegócio proteger seus agricultores e não permitir que eles sejam associados às percepções equivocadas envolvendo ciência, meio ambiente, segurança alimentar e desmatamento", diz José Luiz Tejon, publicitário e um dos principais nomes do setor no país.

Em busca de voz uníssona

"A campanha nasceu para criar uma narrativa acessível a todas as faixas da população. Precisamos mostrar, de forma simples, o quão valioso é o agronegócio do nosso país e conectar a extensa cadeia produtiva do agro com o consumidor. Precisamos criar relevância", diz Ricardo Nicodemos, coordenador do projeto e diretor da agência RV Mondel, idealizadora da iniciativa.

Para o executivo, é extremamente importante que a ação humanize o agronegócio. "O Brasil precisa falar bem do brasileiro. Este não é um movimento político. Ele quer decodificar o agro, para que a sociedade comece a entender a força que o agronegócio tem no nosso país", afirma.

Segundo ele, o maior desafio é unificar o setor, a partir da união de produtores, cooperativas, órgãos públicos e iniciativa privada. "A ideia é mostrar que o agro oferece oportunidades além do alimento, para qualquer área. Além disso, precisamos tornar o discurso único. Só assim a sociedade vai entender a força que o agronegócio tem no país", diz Nicodemos.

O agronegócio brasileiro é um dos maiores do mundo. Em 2020, ano que a pandemia e o isolamento social causaram problemas em diversos setores da economia, o agro cresceu quase 20%, segundo dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Atualmente, o setor é responsável por 23% do PIB nacional.

Ação terá audiobook, site e campanha na mídia

A campanha estará em veículos de comunicação a partir desta semana. A ação contará também com uma websérie em audiobook, chamada 'O Reino de Agrus', que conta uma história de um povo que tinha a agricultura e a pecuária como suas principais fontes de sobrevivência.

O site 'Todos A Uma Só Voz' ainda reunirá informações sobre o agronegócio, com materiais sobre sustentabilidade socioambiental; oportunidades para produtores rurais, estudantes e empreendedores e mitos e verdades sobre o agro.

PUBLICIDADE

Mídia e Marketing