PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

América Latina deve sofrer mais com inflação muito alta, aponta pesquisa

América Latina deve sofrer com inflação alta - GettyImages
América Latina deve sofrer com inflação alta Imagem: GettyImages

Colaboração para o UOL

24/05/2022 14h24Atualizada em 24/05/2022 14h24

Uma pesquisa do Fórum Econômico Mundial feita com 24 economistas-chefes importantes de grandes bancos e multinacionais do mundo mostrou que 41% dos ouvidos acreditam que a inflação será "muito alta" na América Latina ainda em 2022.

Além desses, outros 45% acreditam que a inflação será "alta" e outros 14% apostam em "inflação moderada". Os dados divididos por países não foram divulgados.

Segundo o relatório, a guerra da Rússia com a invasão na Ucrânia tem grande influência no aumento da inflação, especialmente para alguns tipos de produtos. "É esperado que o efeito da guerra seja mais forte em óleo e gás neste ano, enquanto os preços de alimentos poderão ser pressionados por mais tempo".

Fora da América Latina, países como os Estados Unidos possuem 38% dos entrevistados acreditando em inflação muito alta, 17% na Europa e 4% na China esperam esses valores.

Para os economistas, os salários não devem acompanhar o aumento da inflação. 71% concordam que a média de renda deve cair e 19% acreditam fortemente na expectativa dessa hipótese.

No Brasil, a inflação já tirou produtos como carne, leite e óleo do carrinho de muitos brasileiros. Entenda.